Pular para o conteúdo
Início » Vixe! Elmar se consolida junto aos líderes e sai na frente para suceder Lira na Câmara. Deputado mostra força no Carnaval. E mais, Éden aposta na unidade pró-Geraldo 

Vixe! Elmar se consolida junto aos líderes e sai na frente para suceder Lira na Câmara. Deputado mostra força no Carnaval. E mais, Éden aposta na unidade pró-Geraldo 

banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)

Toda quarta temos novidades da política, do mundo empresarial, jurídico e das artes pra que você entenda melhor "como a roda gira" nos bastidores

Elmar, Lira e os 80 deputados 

A eleição para a escolha dos sucessores dos presidentes da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), ainda está longe de acontecer, mas as articulações já estão a pleno vapor. No Carnaval, por exemplo, o deputado federal Elmar Nascimento ciceroneou Lira e outros 80 deputados nos circuitos da folia soteropolitana, numa demonstração de força e prestígio junto aos pares de diversos partidos. 

Elmar e Lira no Carnaval de Salvador

Articulação junto aos líderes 

Engana-se, porém, quem pensa que só esse movimento é capaz de viabilizar o nome de Elmar para a disputa de 2025. Na verdade, o deputado do União Brasil vem, desde o ano passado, se articulando com outros líderes partidários e de bancadas na Câmara, numa estratégia de fortalecimento no parlamento. Até porque a força na Câmara se dá pela articulação com os caciques das siglas e não pelo fato de ser o mais popular, como já aconteceu com o deputado Fabinho, por exemplo, que gozava de alta popularidade entre os colegas, mas teve apenas 70 votos na última eleição para comandar a Casa. 

Elmar Nascimento

Fundo eleitoral e emendas 

O mesmo aconteceu na disputa para a escolha do novo ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), quando o deputado Fabinho teve outros 70 votos. Na verdade, quem conhece os bastidores do poder em Brasília sabe que existem duas figuras com forte influência nas bancadas: o presidente do partido, porque controla o fundo eleitoral; e os líderes, que fazem o meio de campo entre os deputados e os recursos do orçamento, destinados via emendas parlamentares. 

Vários partidos 

Na conta dos apoiadores de Elmar tem deputados do União Brasil, PP, PDT, PSDB, Avante, Patriota, PSDB e do Cidadania. Ao todo, ele já tem o aval de mais de 190 parlamentares. Além disso, conta com a simpatia do PCdoB, além da sinalização de apoio do governador de Minas Gerais, Romeu Zema, e de outras lideranças expressivas do país. 

Elmar e deputados

Defesa de Elmar e Alcolumbre 

Nos últimos dias, inclusive, o prefeito de Salvador, Bruno Reis (União), afirmou que uma eventual recondução de Davi Alcolumbre (União-AP) à presidência do Senado não inviabilizava o nome do baiano Elmar Nascimento (União) para a Câmara dos Deputados. “Nós já tivemos o presidente da Câmara e do Senado do mesmo partido, ao mesmo tempo. Davi foi presidente com Rodrigo Maia presidente”, afirmou Bruno, ao defender as candidaturas dos correligionários. 

Davi Alcolumbre

Correndo por fora  

No Senado, a confirmação de Alcolumbre parece estar sacramentada. A dúvida paira ainda sobre a Câmara. Estão no páreo os deputados Elmar Nascimento, o favorito até agora, e os deputados Antonio Brito, do PSD da Bahia, e Marcos Pereira, presidente do Republicanos, de São Paulo. Quem conhece de perto essa movimentação de Brasília diz que a candidatura de Pereira agrada apenas a seu partido. Já a de Antônio Brito carece de apoios, até mesmo na sua sigla.

Antonio Brito

E Lula e o Planalto? 

Uma pergunta que volta e meia é feita nos círculos de poder em Brasília é como o presidente Lula e o Palácio do Planalto vão se comportar na próxima disputa para a Câmara Federal. Muitas pessoas insistem em dizer que o presidente não vai aceitar dois parlamentares do União Brasil no comando da Câmara e do Senado. Por isso, muitos apostam em Pereira ou Brito para comandar a Casa Baixa. 

Presidente Lula

Cenário consolidado 

Apesar dessa conjectura, quem conversa com o presidente Arthur Lira e seus apoiadores percebe que o cenário está consolidado pró-Elmar. Isso porque o presidente Lula não deverá se desgastar na sucessão para a Câmara. O entendimento é que os tempos são outros, com cenários adversos. Tudo leva a crer que ninguém do Planalto queira arriscar um estremecimento entre os poderes para assistir a um novo episódio, como o envolvendo Eduardo Cunha x Dilma Rousseff, que resultou num processo de impeachment e limou a primeira mulher da Presidência da República do Brasil. 

Elmar Nascimento e Artur Lira

Predileção por Elmar 

O que se diz em Brasília é que até mesmo os ministros do PT sinalizam a predileção por Elmar. Na verdade, a articulação política do Planalto sabe que não dá pra vetar o parlamentar baiano, diante do risco de ele ser abraçado pelo PL e os apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro. Com os votos dos liberais, somados aos mais de 190 apoios já declarados, Elmar deve vencer, elevando a fervura da política na capital do país. A expectativa, inclusive, é que ele aglutine apoios entre os parlamentares do PL e do PT. Ninguém quer perder espaço nem poder na Câmara Federal. Com isso, o melhor cenário é atuar para compor uma grande frente de partidos e políticos em fevereiro de 2025.

Elmar Nascimento

Diálogo x ameaça a Lula 

Uma pergunta que volta e meia é feita nos corredores do Congresso Nacional é como se dará um eventual diálogo de Elmar com o governo Lula. A pessoas próximas, o deputado federal baiano tem mandado sinais de que atuará sempre com muito diálogo e harmonia para ajudar o governo, sobretudo na aprovação dos projetos de interessa da área econômica. 

Temor do impeachment 

Além disso, há quem diga que o pedido de impeachment do presidente Lula, que está sendo protocolado na Câmara Federal, fará com que o PT e seus aliados referendem a escolha do candidato de Arthur Lira. Até porque, o presidente se fragilizou ao comparar a guerra em Gaza e o Holocausto, deflagrando uma crise diplomática com Israel e aumentando sua dependência com a Câmara dos Deputados. 

Lula

Otimismo de Éden 

O presidente do PT da Bahia, Éden Valadares, está otimista com o crescimento da candidatura do vice-governador Geraldo Júnior, pré-candidato à Prefeitura de Salvador. De acordo com Éden, nove partidos se uniram num processo de debate, de muito diálogo, para a escolha do nome: “E chegamos a esse entendimento da candidatura de Geraldinho. Penso que a unidade do grupo do governador Jerônimo torna a candidatura Geraldo muito competitiva”. 

Éden Valadares

PT na campanha 

O presidente do PT na Bahia disse ainda que o partido trabalhará ativamente, nas ruas, nas redes sociais, nos comícios, na cidade, para conquistar a vitória do vice-governador Geraldo Júnior. “Vamos trabalhar também para ampliar a bancada de vereadores da Federação PT, PCdoB e PV”, completou. 

Éden e Geraldo Júnior

Potencial de crescimento 

“Estamos muito confiantes no potencial da candidatura de Geraldinho. É um processo importante de unidade do nosso grupo, sob a condução do governador, que tem uma característica muito boa do diálogo, do convencimento. Não foi processo imposto. Aqui no nosso grupo nós não temos chefe, temos referências, lideranças, como hoje temos o nosso condutor, nosso timoneiro que é o governador Jerônimo, e temos o ministro Rui Costa, o senador Jaques Wagner, o senador Otto Alencar, Lídice da Mata, do PSB”, destacou.

Geraldo Júnior

Marcações:
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)