Prefeito confirma reajuste de 4% a servidores e 8% para professores

Proposta de aumento salarial será votada na CMS nesta quarta-feira; sindicato reivindica 10%

Por Raiane Veríssimo e Vivaldo Marques
03/04/2024 às 13h15
  • Compartilhe
Foto: Equipe M!
Foto: Equipe M!

O prefeito Bruno Reis (União Brasil) confirmou, na manhã desta quarta-feira (3), que a Prefeitura de Salvador não tem condições de dar 10% de reajuste salarial aos servidores municipais, conforme reivindicação do sindicato. Em entrevista ao Portal M!, o dirigente explicou que o cálculo foi feito "seguindo a lógica do governo federal, que deu 3,62%".

A Câmara Municipal de Salvador (CMS) votará, na sessão ordinária desta quarta, o projeto do Executivo com a proposta de aumento salarial. Caso seja aprovado, os professores, por exemplo, serão contemplados com um reajuste de 8% e os demais com 4%.

"A Câmara vai dar 4%, a Prefeitura vai dar 4%. Tenho certeza que os outros governos também devem vir nessa linha, a inflação do período. Então, é a recomposição salarial que nós estamos fazendo. Para os professores, porque há recursos do Fundeb, nós estamos dando um tratamento diferenciado, dobrando o reajuste de 8%. Fui além do limite do que a Prefeitura podia ir", pontuou ao Portal M!.

Os servidores municipais de Salvador realizaram, na manhã desta última terça-feira (2), uma assembleia na frente à CMS, na praça Thomé de Souza. A categoria apresentou uma proposta inicial de 36,68% de reajuste para o salário e auxílio-alimentação. No entanto, uma contraproposta foi aprovada em assembleia na ordem de 10%, mas conforme Bruno Reis adiantou, não será possível uma negociação devido à Lei de Responsabilidade Fiscal.

"Nesse ano, que é o último do meu mandato, a gente não pode assumir compromissos que não sejam honrados no exercício. Então, dentro da responsabilidade fiscal que eu tenho que ter. A gente apertou o máximo que podia o cinto para poder dar um reajuste o melhor possível para todos os servidores", destacou o prefeito ao Portal M! durante o evento de entrega da urbanização das estações Hiper e Cidadela do BRT.

Confira entrevista:

Leia também:

Câmara de Salvador votará reajuste dos servidores municipais nesta quarta

Servidores municipais de Salvador realizam protesto na Praça Municipal