Com investimento de R$ 18 milhões, Bruno Reis entrega urbanização de áreas livres nos entornos das estações Hiper e Cidadela do BRT

Em conversa com a imprensa, o prefeito falou sobre a importância da obra na localidade que vai proporcionar espaços de lazer e comercialização

Por Larissa Nunes e Vivaldo Marques
03/04/2024 às 12h18
  • Compartilhe
Foto: Secom PMS
Foto: Secom PMS

A Prefeitura de Salvador entregou, na manhã desta quarta-feira (3), a urbanização dos espaços livres das estações Hiper e Cidadela do BRT. As áreas dos dois terminais terão ocupação comercial, visando a dinamização, ressignificação dos espaços públicos e geração de emprego e renda para quem mora no entorno, além de pista de skate e campo com grama sintética.

Em conversa com a imprensa, o prefeito Bruno Reis (União Brasil), falou sobre a importância da obra na localidade.

"É mais do que uma obra de transporte público, é uma obra de mobilidade porque resolveu os engarrafamentos nesta região. É uma obra de infraestrutura porque acabou com os alagamentos, se fosse em outros anos, as chuvas que ocorreram ontem em Salvador, teria alagado toda esta localidade. Não tivemos nenhum problema de alagamento. Estamos aqui para entregar toda a urbanização, a implantação de diversos equipamentos embaixo das estações e dos elevados, equipamentos que vão proporcionar para a comunidade espaços de lazer, com campo de grama sintética, quadra de futebol, basquete, quadras de areia para vôlei e futevôlei, parques infantis, academias de ginástica e de saúde. Temos aqui uma grande pista de skate e implantamos diversas lojas que serão feitas as concessões, para que possam ser exploradas comercialmente", destacou Bruno.

Com investimento de R$ 18 milhões, as áreas dos terminais que possuem parte para comercialização passarão por concessões. O gestor municipal afirmou que o edital para os interessados em ter sua renda e comercializar diversos produtos será lançado nos próximos dias.

"Estamos implantando estacionamentos, quadras polisportivas, parques infantis, paisagens, iluminação e a ideia é a gente ir urbanizando o entorno e embaixo dos viadutos da nossa cidade. Vamos lançar nos próximos dias, os editais de concessões desse espaço para que farmácias, mercados, lanchonetes possam ter interesse por essas áreas pagando a devida contrapartida para o município. Já estão disponíveis, estão prontas, agora é fazer a concessão para ela ser equipada e operada pelo privado."

 

Confira entrevista completa: