"Eu só queria ajudar, mas acabou o dinheiro, acabou tudo", diz Luís Santana, gestor da Casa de Repouso Bom Jesus

Instituição acolhe pessoas idosas em vulnerabilidade no Subúrbio Ferroviário de Salvador

Por Bruna Ferraz
02/12/2023 às 08h00
  • Compartilhe
Foto: Equipe Portal M!
Foto: Equipe Portal M!

O que te faria abrir mão dos seus projetos pessoais em prol do próximo? Para o profissional de saúde Luís Santana, foi constatar que muitos idosos precisavam e ajuda. Em 2002, ainda funcionário da UTI do Hospital Santo Antônio, o homem resolveu deixar tudo para abrir uma instituição de acolhimento para pessoas idosas em situação de vulnerabilidade social.

"Eu via tanta gente passando necessidade, na rua, sofrendo. Então eu disse a Deus 'olha, eu vou criar um abrigo para acolher pessoas', mas eu não pensava em chegar aonde eu cheguei. Na verdade, eu só queria ajudar, mas acabou o dinheiro, acabou tudo. O Ministério Público deu continuidade e nos incentivou a ser o que somos hoje", contou Luís ao Portal M!.

Atualmente, a Casa de Repouso Bom Jesus conta com dois espaços, ambos no Subúrbio Ferroviário de Salvador: um acolhendo 40 pessoas em Praia Grande e o segundo já lotado, com 158 acolhidos, em Tubarão. Sem a ajuda do poder público, a instituição hoje sobrevive apenas de doações, o que se tornou uma missão ainda mais difícil após a pandemia de Covid-19, quando as contribuições sofreram uma redução drástica.

"Não é uma certeza [a doação]. Tem períodos que a gente recebe bastante, mas em outros períodos do mês é bem complicado garantir o nutricional correto e a humanização, com variedade de alimentos e com os nutrientes necessários, principalmente nessa fase da vida que eles possuem necessidades especiais. A gente tem paciente diabético, hipertenso, então precisamos de um olhar específico para eles", explicou Kessia Santana, nutricionista da casa.

As fraldas geriátricas, produtos de limpeza e comida, principalmente proteínas, estão entre as principais necessidades da instituição. Além disso, a falta de aporte financeiro para bancar a mão de obra dos trabalhadores e o pouco espaço físico para receber novos internos andam tirando o sono de Luís Santana.

Problemas com identificação

Um problema comum em lares que acolhem idosos em vulnerabilidade são os não identificados e com a Casa de Repouso Bom Jesus não é diferente. Sem a oficialização, muitos acolhidos acabam não recebendo a pensão ofertada pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), valor essencial para o custeio das despesas do próprio acolhido.

O problema também se reflete em casos de morte dentro do abrigo, pois, sem a indenização devida, o processo de sepultamento, que já é dispendioso, se torna ainda mais complexo.

"Nós temos cerca de 60% dos pacientes com identificação que recebem o benefício, mas 40% ainda estão em análise do INSS, análises que nunca terminam. Ou são pessoas que estão ainda sem identificação de tanto andar pelas ruas e prejudicar a digital das mãos e dos pés", explicou Luiz, ressaltando que boa parte dos idosos já não possui memória de quem são, nem de quais são os seus familiares.

Diante da situação, o voluntário pede que as famílias que, por ventura, tenham algum parente internado na Casa Bom Jesus, o procurem para oficializar a identificação dos idosos.

"Não tenha medo, a gente não vai devolver o paciente. A gente só quer o identificar para que ele tenha vida, mas, se quiser levar, leva", explicou Luís, apelando também para que o INSS priorize o cadastramento em abrigos.

"Voluntário eu não tenho nenhum. Não tenho convênio com município, não tenho convênio com o estado... Na verdade, o estado diz que é obrigação do município fazer convênio, mas não está tendo convênio com a prefeitura há muitos anos. Foi suspenso [...] Nós não temos nenhuma empresa que oficialmente abraçou a instituição. São pessoas que vêm, de coração, e nos ajudam", pontuou Luís Santana, apelando por apoio às autoridades e à sociedade civil para que a Casa de Repouso Bom Jesus sobreviva.

Veja como você pode ajudar

Entre em contato com os telefones (71) 98517-0803 ou (71) 3408-1259. Caso prefira, aqui estão os dados da conta e do pix da instituição:

Casa de Repouso de Idosos Bom Jesus

Conta corrente: 43660-6

Agência: 8601

Banco: Itaú

Código: 341

CNPJ: 10.139.579/0001-21

Pix: Casa de repouso bom Jesus

CNPJ: 101395790001-21

A Casa de Repouso Bom Jesus também está aberta para visitações e doações nas suas sedes.

Uma fica instalada na Travessa Bela Vista de Tubarão, número15, bairro de Paripe, Subúrbio Ferroviário de Salvador.

A segunda sede fica na rua Pedro dos Reis Gordilho, número 3, bairro Praia Grande, também no Subúrbio Ferroviário da capital baiana.

Conheça a Casa de Repouso Bom Jesus