Ajude o Lar Vida, instituição que acolhe crianças e adolescentes com necessidades especiais

"Se os pais abandonaram, será nós temos o direito de fazer isso também? Não temos!", disse a diretora de assistência social da instituição

Por Bruna Ferraz
30/09/2023 às 14h00
  • Compartilhe
Foto: Equipe Portal M!
Foto: Equipe Portal M!

Acompanhando a realidade de mães e pais de crianças portadoras de deficiência, Maria Cristina Cordeiro Caldas desejou abrir uma creche gratuita para cuidar desses pequenos, enquanto os pais trabalham. Foi com muita luta para convencer o seu marido, Guilherme da Silva Caldas, que a mulher fundou, em 1985, o Lar Vida.

 De início, a instituição que receberia os PCDs apenas durante o expediente dos pais, passou a ter que acolher integralmente esses pequenos, já que muitos foram abandonados pelos seus próprios familiares.

"A primeira sede foi na alameda da praia, de Stella Maris. Só que algumas crianças começaram a ficar, pois os pais não podiam buscar, não tinham tempo, condição... as primeiras a ficar foram três crianças surdas e mudas que o juizado ofereceu a ela através de um convênio. Ela ficou com essas três e hoje já são 106 com essa unidade maior", explicou o gerente administrativo da instituição, Reinaldo Cardoso.

O casal se dedicou à missão honrosa até a sua partida dessa vida, deixando o local sob os cuidados dos seus filhos e da equipe que trabalhava naquele espaço e já tinha os acolhidos como parte da sua família. Atualmente, a instituição é conveniada com a Prefeitura de Salvador.

O convênio, apesar de auxiliar nas despesas do lar, não cobre os seus gastos. Das 106 crianças e adultos acolhidos, apenas as 40 crianças são cobertas pelo poder público. Os que completam 18 anos ficam de fora do auxílio já que, oficialmente, o Lar Vida é conveniado apenas para receber menores de idade PCDs em vulnerabilidade.

"Só podemos receber crianças e adolescentes, mas eles ficam o resto da vida. Uma grande dificuldade da gente é que, a partir dos 18, a gente não tem mais esse convênio. Eles passam dos 18 e ficam sob responsabilidade da instituição e do Ministério Público [...] Essa criança já está vulnerável e já passou por muita coisa. Vamos virar as costas para eles? Somos a família deles e família não faz isso", disse Reinaldo.

Cuidados especiais

Por se tratar de um espaço que acolhe pessoas com necessidades especiais, uma das principais demandas do Lar Vida é conseguir manter o pagamento de funcionários capacitados. Para a diretora de assistência social da instituição, essa tem sido uma preocupação constante.

"Nós temos um convênio com a Sempre [Secretaria Municipal de Promoção Social, Combate à Pobreza, Esportes e Lazer], que contempla 40 crianças e adolescentes, e o nosso objetivo, para nós podermos respirar melhor, é conveniar os adultos. Quem era criança ou adolescente aqui se tornou adulto. Quem vai nos ajudar? Para onde vão esses adultos que estão aqui na instituição? Se os pais abandonaram, será nós temos o direito de fazer isso também? Não temos! A gente tem nossos amores, nossas afetividades", desabafou.

Reinaldo Cardoso reforçou a necessidade de ajuda para o pagamento de tantos funcionários e detalhou como funciona a casa cotidianamente. "Coordenador, fisioterapeutas, enfermeiras, técnicos de enfermagem, cuidadores auxiliares, cozinheiras, nutricionistas... a gente precisa de um atendimento qualificado e técnico 24 horas, de domingo a domingo. Na enfermaria temos crianças com sonda, crianças que precisam ter o batimento cardíaco monitorado 24 horas... então é preciso um corpo técnico operacional muito eficaz e competente", explicou.

Você também pode ajudar:

As doações em dinheiro podem ser feitas diretamente nas contas bancárias da instituição:

- Banco do Brasil: Agência 1599-7 / Conta corrente: 12886-4

- Bradesco: Agência 1425-7 / Conta corrente: 27538-7

- Itaú: Agência 1510 / Conta corrente: 36213-8

-  Pix do Lar Vida:CNPJ: 13.787.932/0001-78

Para tirar dúvidas sobre como doar, entre em contato com o WhatsApp da instituição: (71) 99106-7632.

LEIA MAIS:

"A porta do Lar Vida nunca se fecha": conheça o projeto que acolhe PCDs

Conheça o Lar Vida: