Pular para o conteúdo
Início » Salvador registra o dobro de chuva previsto para abril e segue com alerta para deslizamentos

Salvador registra o dobro de chuva previsto para abril e segue com alerta para deslizamentos

banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)

Tempo instável deve continuar ao longo da semana

A capital baiana registrou o dobro de chuva previsto para o mês de abril em apenas 16 dias, segundo informações da Defesa Civil de Salvador (Codesal). A quantidade de chuva esperada para este mês era de 284,9 mm. Até terça-feira (16), choveu pouco mais de 550 mm em Salvador.

De acordo com o Centro de Monitoramento de Alerta e Alarme da Defesa Civil, os bairros com maiores índices de acumulados de chuva do mês foram: Parque da Cidade – Pituba (585,4 mm), Ondina (565,8 mm), Liberdade (560,6 mm), Calçada (536,4 mm), Campinas de Brotas (528,4 mm), Retiro (532,2 mm), IAPI (521,4 mm), Brotas (519,0 mm), Federação (518,8 mm) e Sete de Abril – Bosque Real (508,8 mm).

Nas últimas 24 horas, os maiores acumulados de chuva foram registrados nos bairros da Liberdade, com 92,2 mm, de Pituba (91,2 mm) e Brotas (89,2 mm).

Na madrugada desta quarta-feira (17), três árvores caíram em diferentes lugares da capital baiana. Uma na Estrada do Derba, em frente ao posto da Polícia Rodoviária Estadual (PRE); outra na Boca do Rio, na localidade do Curralinho e no Itaigara, na Rua Reitor Macedo Costa, após o Colégio Sartre.

A Codesal voltou ao nível de alerta instalado na semana passada, devido aos riscos de deslizamentos de terra. A previsão é de que os volumes pluviométricos continuem altos. As sirenes do Sistema de Alerta e Alarme foram mais uma vez acionadas nas comunidades de Bosque Real, no bairro Sete de Abril, e Creche e Moscou, no bairro Castelo Branco.

A chuva também causou transtorno no jogo do Bahia contra Fluminense, que foi paralisado por cerca de uma hora, por conta de muitas poças no gramado da Arena Fonte Nova.

A atuação de um sistema de baixa pressão (cavado), associado ao avanço de uma frente fria sobre o Oceano Atlântico, favorece a ocorrência de chuvas na capital baiana. A previsão é que o tempo chuvoso se estenda ao longo da semana.

Até às 9h, a Codesal registrou 43 solicitações em Salvador, destas, sete por ameaça de desabamento, sete ameaças de deslizamento, oito deslizamentos de terra e nove avaliações de imovéis alagados.

 

Leia também:

Deslizamentos em trecho da BA-275 impedem circulação de veículos pesados

Chuva deixa Salvador em alerta: “Todas as equipes estão em campo”, diz diretor da Codesal

Marcações:
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)