Câncer de pele: altas temperaturas acendem alerta para importância da fotoproteção

A informação continua sendo a principal aliada no combate ao câncer de pele, tumor maligno de maior incidência no Brasil, apesar de ser considerado evitável

Por Redação
05/12/2023 às 10h24
  • Compartilhe
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O verão ainda não começou oficialmente, mas as altas temperaturas registradas em várias regiões do Brasil nas últimas semanas, decorrentes do El Niño e das mudanças climáticas, acendem um sinal de alerta para a importância de reforçar os cuidados para prevenção do câncer de pele, doença que tem como principal fator a exposição solar excessiva e cumulativa ao longo da vida.
 
De acordo com estimativa do Instituto Nacional do Câncer (Inca), o Brasil deve registrar mais de 220 mil novos casos de câncer de pele por ano no triênio 2023-2025. Na Bahia, a estimativa é de 10.530 novos casos da doença por ano. Considerado o tumor maligno mais incidente no Brasil, a neoplasia corresponde a 31,3% do total de casos de câncer no país. Já o melanoma, tipo mais raro e mais agressivo, representa 3% do total     .
     
Além da maior incidência de radiação UV, os brasileiros costumam se expor mais em praias e atividades ao ar livre neste período do ano. Adotar os cuidados de fotoproteção, como uso de protetor solar, é fundamental para prevenção do câncer de pele e do envelhecimento cutâneo. Segundo o oncologista André Bacellar, do NOB Oncoclínicas, a exposição prolongada ao sol sem uso de filtro solar, especialmente na infância e na adolescência, é o principal fator para desenvolvimento do câncer de pele.
 
"O uso de protetor solar deve ser feito durante o ano todo, mesmo no inverno ou em dias nublados, mesmo que a incidência mais alta da radiação UV aconteça nas estações mais quentes", recomenda o médico. "90% da radiação UV atravessa as nuvens, então o uso de protetor solar precisa ser uma prioridade diária e não apenas nos dias ensolarados", esclarece.

Leia também:

Estado quer romper sazonalidade no processo de doação de órgãos