"Alban mobiliza a união da classe", diz Carlos Henrique Passos sobre o presidente da CNI

Novo presidente da Fieb destaca liderança do comandante da Confederação Nacional da Indústria

Por Osvaldo Lyra e Laerte Santana
05/12/2023 às 07h30
  • Compartilhe
Foto:  Valter Andrade/Coperphoto/Sistema FIEB
Foto: Valter Andrade/Coperphoto/Sistema FIEB

"A nossa expectativa com Alban é muito positiva por conta de sua capacidade de mobilizar a união da classe", afirmou Carlos Henrique Passos, novo presidente da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb), sobre a gestão de Ricardo Alban à frente da Confederação Nacional da Indústria (CNI). Em entrevista ao editor-chefe do Portal M!, Osvaldo Lyra, Carlos destacou a passagem de Alban na governança da instituição baiana.

"Alban foi um grande presidente da Fieb pelas entregas que ele fez. Algumas delas, como o próprio Cimatec e sua expansão para outros lugares, os serviços do Sesi e IEL. Ele fez isso a partir da construção de uma grande governança dentro da Federação", completou.

Carlos Henrique Passos era vice-presidente da Fieb e sucedeu Ricardo Alban, que assumiu a presidência da Confederação Nacional da Indústria no dia 31 de outubro.

"Ele chegou no CNI há um mês, mas já tive a oportunidade de participar de uma reunião do conselho e percebo que esse foco ele também já está implantando lá. Ele tem desafiado a própria CNI, assim como nossas ações, para que a gente perceba que nosso papel principal é estar ao lado das indústrias que estão instaladas no Brasil", ponderou Carlos.

O novo presidente da FIEB também destacou a participação de Ricardo Alban na COP28 como fruto de seu trabalho no setor industrial. O presidente da CNI está envolvido no lançamento do Mapa do Hidrogênio Verde (H2V), desenvolvido no Cimatec a pedido do Governo da Bahia, para a Conferência das Partes na Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima, em Dubai. 

CNI e Fieb

A CNI é a entidade máxima que organiza o setor industrial brasileiro, coordenando 27 federações e 1.016 sindicatos. Além disso, gerencia o Senai, Sesi e IEL.

A Fieb, parte da rede de Núcleos de Acesso ao Crédito (NAC), integra federações estaduais e, sob coordenação da CNI, busca qualificar a demanda por crédito, facilitando investimentos e negócios industriais.