header1_bg
1__BANNER_728x90
BANNER_728x90___APP_ALBA_1_2
BANNER_728x90___APP_ALBA_1_2
BANNER_CAPITAL_728x90___SAO_JOAO_2024
BANNER_728x90___BRT_LAPA
BANNER_728x90___E_LAURO__E_TRABALHO
1__BANNER_728x90
Pular para o conteúdo
Início » Senado aprova PL que flexibiliza pesquisas com humanos

Senado aprova PL que flexibiliza pesquisas com humanos

banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)

Matéria, que segue para sanção presidencial, facilita realização de pesquisas com voluntários para estudos clínicos

O Senado aprovou, em abril, o projeto de Lei 6.007/2023, que facilita a realização de pesquisas com voluntários para estudos clínicos. O PL, que segue para sanção presidencial, também aborda o controle das boas práticas clínicas através de comitês de ética em pesquisa (CEPs). O novo projeto, de autoria do senador Dr. Hiran (PP-RR), é um texto alternativo da Câmara dos Deputados ao PLS 200/2015, de autoria dos ex-senadores Ana Amélia Lemos (RS), Waldemir Moka (MS) e Walter Pinheiro (BA).  

Com avanços significativos em relação à proposta original, como a restrição ao uso do placebo e a exclusão do Documento de Compromisso e Isenção (DCI), o projeto cria regras visando a proteção dos voluntários e esclarecendo as responsabilidades de pesquisadores e patrocinadores nos protocolos de pesquisa.

“Este é um importante avanço para a área de pesquisa no Brasil, conforme relata a enfermeira especialista em oncologia e monitora de ensaios clínicos”, Natalia Borges da Costa. “Essa regulamentação trará mais incentivos para o setor, pois a redução dos prazos para análises de ensaios clínicos pela Anvisa prometem acelerar o acesso a novos tratamentos, possibilitando que os pacientes brasileiros também tenham acesso a novas terapias”, explica. 

Como especialista em pesquisa clínica, ela entende que essa aprovação chega como uma das mudanças mais importantes na área da saúde. “Os ensaios clínicos são uma ferramenta de pesquisa fundamental para o avanço do conhecimento médico e do atendimento aos pacientes. A realização de pesquisas clínicas permite que aqueles envolvidos na ciência da saúde desenvolvam uma compreensão mais profunda de várias doenças em diferentes perfis de pacientes pelo mundo”, explica. 

A pesquisa, de acordo com Natalia, é feita quando os médicos precisam verificar a eficácia e segurança de uma nova abordagem, procedimento ou nova droga a fim de encontrar quais tratamentos ou estratégias funcionam melhor para certas doenças ou grupos de pessoas. “Os ensaios clínicos são importantes para descobrir novos tratamentos para doenças, bem como novas formas de detectar, diagnosticar e reduzir a chance de desenvolver uma enfermidade”, aponta.

 

Leia também:

Lei Joca: Câmara aprova projeto que regulamenta transporte de pets em avião

Padilha diz que veto às saidinhas não é unanimidade no Congresso

Para este ano, nada muda, diz Pacheco sobre reoneração

Marcações:

Política