Pular para o conteúdo
Início » “Nós conseguimos fazer, pela primeira vez na história do Brasil, uma reforma tributária muito rápida”, diz Lula

“Nós conseguimos fazer, pela primeira vez na história do Brasil, uma reforma tributária muito rápida”, diz Lula

banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)

Na avalição do presidente, o mérito da aprovação é do corpo de ministros do governo

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou que a aprovação da reforma tributária no Congresso Nacional é mérito dos ministros da Fazenda, Fernando Haddad, e das Relações Institucionais, Alexandre Padilha. A fala, contudo, ocorre dias depois de o chefe do Executivo ter cobrado seus ministros a dialogar mais com o Legislativo.

“Nós conseguimos fazer, pela primeira vez na história do Brasil, uma reforma tributária muito rápida”, disse Lula, em evento de entrega de aeronave da Embraer à Azul em São José dos Campos (SP), na sexta-feira (26). “Nós conseguimos dialogando, conversando, não virando o nariz para ninguém, não empinando o nariz, conversar com todo mundo e conseguir aprovar uma política tributária”, completou.

Em sua avaliação, o mérito da aprovação é do corpo de ministros do governo, citando o trabalho de Haddad e Padilha. “Aprovação da reforma tributária é Mérito do Padilha, que trabalhou muito, do Haddad, que conversou muito, do Rui Costa Casa Civil e dos ministros que foram atrás para conversar com o Congresso”, comentou o presidente.

Na segunda-feira (22), porém, Lula cobrou a participação de alguns de seus principais ministros na articulação política. “Isso significa que o vice-presidente Geraldo Alckmin tem de ser mais ágil, tem de conversar mais. O Haddad tem de, sabe, ao invés de ler um livro, ele tem de perder algumas horas conversando no Senado e na Câmara. O Wellington Dias, ministro do Desenvolvimento Social, o Rui Costa passar uma parte do tempo conversando”, disse o presidente da República.

 

Leia também:

“Reforma tributária traz um sistema mais igual, mais simplificado”, diz Pacheco

Haddad apresenta projeto de lei para regulamentar reforma tributária

Lira diz que errou ao chamar Padilha de “desafeto pessoal” e que STF comete “excessos”

banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)