Pular para o conteúdo
Início » Casa Geyer pode ser aberta como museu

Casa Geyer pode ser aberta como museu

banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)

Acervo foi doado por Maria Cecília e Paulo Geyer, Frank Geyer Abubakir, neto do casal, que criou a Associação Amigos da Casa Geyer

 

A Casa Geyer, que já foi morada do casal Maria Cecília e Paulo Geyer, pode ser reaberta em 2022 como museu. Para que isso ocorra, a família busca recursos, via Lei Rouanet, para o projeto executivo de reforma e adaptação da casa onde viveu o casal Maria Cecília e Paulo Fontainha Geyer em uma unidade do Museu Imperial de Petrópolis, na capital fluminense.

Segundo organizadores, a intenção é captar mais de R$1,2 milhão para a contratação da empresa que vai elaborar o projeto do novo museu. O imóvel, que ocupa um terreno de 14 mil metros quadrados aos pés do Cristo Redentor, abriga a maior coleção de obras de arte e antiguidades sobre a História do Brasil. São mais de cinco mil obras avaliadas em R$ 500 milhões.

O acervo foi doado por Maria Cecília e Paulo, Frank Geyer Abubakir, neto do casal, que criou a Associação Amigos da Casa Geyer para buscar formas de apoiar o Museu Imperial a tirar o projeto do papel e já anunciou que, independentemente da Lei Rouanet, fará um primeiro aporte para que a população do Rio tenha acesso a este acervo o quanto antes.

 

Marcações:
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)