Pular para o conteúdo
Início » Cerimônia de abertura do Acelera Iaô acontece nesta quinta

Cerimônia de abertura do Acelera Iaô acontece nesta quinta

banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)

Aula inaugural terá a presença dos afroempreendedores selecionados

A Fábrica Cultural realiza nesta quinta-feira (25) a aula inaugural do Acelera Iaô que acontece das 9h às 12h, no Galpão das Artes, na Ribeira, marcando o início das atividades para capacitação de empreendedores negros. Aberta ao público, na cerimônia serão apresentados os afroempreendedores selecionados para a 3ª edição do programa. O Acelera Iaô conta com o patrocínio do Grupo Carrefour Brasil.

Na ocasião, o público e convidados poderão conferir a palestra Criativando, ministrada por Mel Campos, e o Pitch Performance, com Julieta Villas Bôas (Girassol Alimentação Saudável), Zuleima Santos (Q’Paladar) e George Luís (Tá Bom pra Você). Os três foram acelerados na 2ª edição do Acelera Iaô, em 2023, e contemplados com o Investimento Semente. O afrochef Jorge Washington estará presente no comando da cozinha-show do Acelera Sobre Rodas. 

A bancada de apresentação será ocupada por Joel Miguez (Presidente da Fábrica Cultural), Renata Reis (Coordenadora do Acelera Iaô) e Jagüacyara Oliveira (Coordenadora Pedagógica), Chicco Assis (Diretor de Patrimônio e Espaços Públicos da Fundação Gregório de Matos).

Na 3ª edição, o Acelera Iaô contará com a participação de 220 afroempreendedores no Iaô Labs. Foram disponibilizadas 120 vagas, divididas em 40, para moda, música e artesanato. No segmento de alimentação, os afroempreendecores foram selecionados para ocupar 100 vagas.

O programa será dividido em aulas online e presencial no Iaô Espaço de Criação, na Fábrica Cultural, onde os afroempreendedores poderão acessar serviços de comunicação gratuitos, além de ações com temas variados.

Todos os serviços são oferecidos em ambientes amplos e confortáveis, com um coworking equipado com internet, tomadas elétricas, e outros equipamentos. Além dos afroempreendedores, pessoas da comunidade da Cidade Baixa, também poderão utilizar sala de aula, estúdio e sala de reunião.

 

 

Leia também:

Edição indígena da Feira Artesanato da Bahia vai reunir produtos de várias etnias no MAC 

Autora best-seller leva literatura erótica para a Bienal do Livro da Bahia 

Diogo Nogueira se apresenta na Concha Acústica do TCA 

Marcações:
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)