Pular para o conteúdo
Início » Hemoba busca doadores para suprir estoque de sangue

Hemoba busca doadores para suprir estoque de sangue

banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)

Os tipos sanguíneos A+, A-, B+, O+ e O- estão abaixo da quantidade necessária para atender a demanda de pelo menos três dias das unidades hospitalares

Após o período do Carnaval, houve a diminuição do número de candidatos à doação de sangue nos postos de coleta da Fundação, principalmente, em Salvador. Os tipos sanguíneos A+, A-, B+, O+ e O- estão abaixo da quantidade necessária para atender a demanda de pelo menos três dias das unidades hospitalares. A transfusão de sangue e de plaquetas é utilizada em várias situações, como no tratamento de lesões graves, câncer ou outras doenças e em diferentes tipos de cirurgias.

“Depois do Carnaval, é comum o aumento de doenças como gripes, resfriados e dengue, o que tem contribuído para a diminuição da disponibilidade de doadores. Para garantir a segurança dos pacientes e a qualidade do sangue coletado, é fundamental que aqueles que tiveram sintomas gripais aguardem sete dias após o desaparecimento dos sintomas antes de realizar a doação. Já pessoas que tiveram dengue só podem doar um mês após a completa recuperação. Quem se vacinou contra a doença só após 30 dias”, avalia Rivânia Andrade, diretora de Hemoterapia da Hemoba.

Como uma das estratégias para aumentar a doação, a Fundação tem intensificado o atendimento nas unidades móveis de coleta (hemóveis). Nesta semana, na capital baiana, estarão no Salvador Shopping até 24/02 (sábado) e no Shopping Bela Vista até 23/02, das 8h às 17h, com uma hora de intervalo para o almoço. A unidade móvel possibilita a coleta de sangue de potenciais doadores em locais de grande fluxo de pessoas, além de sensibilizar a população sobre a importância das doações regulares.

Unidades fixas

As unidades fixas da Hemoba funcionam com o seguinte horário de atendimento: Hemocentro Coordenador (sede da Hemoba), de segunda-feira a sexta-feira, das 7h30 às 18h30, e aos sábados, das 7h30 às 16h30; Hospital do Subúrbio, de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 16h30; Hospital Ana Nery, de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 12h30; Hospital Roberto Santos, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h; Hospital Santo Antônio (OSID), de segunda a sexta-feira, das 7h10 às 11h30 e das 13h às 16h. Para informações sobre os horários de atendimento das 21 unidades de coleta no interior do estado, pode ser consultado o site da Hemoba.

Critérios para doação

Para doar sangue, o candidato tem que estar em boas condições de saúde, pesar acima de 50 kg e ter idade entre 16 e 69 anos. Lembrando que menores de 18 anos devem ir acompanhados dos pais ou responsável legal, e idosos acima de 60 anos só podem doar se já tiverem doado anteriormente. No dia da doação, o voluntário não pode estar em jejum, não ter ingerido bebida alcoólica nas 12 horas anteriores à doação e não ter fumado por pelo menos duas horas antes do procedimento, além de ter dormido por no mínimo seis horas na noite anterior. Também é recomendável que evite alimentos gordurosos nas últimas 4 horas anteriores ao procedimento. Vale frisar que todo material utilizado para a coleta é descartável, evitando assim o risco de contaminação. Para doar, é necessária apresentação de um documento com foto, emitido por órgão oficial e válido em todo o território nacional.

 

 

Leia também:

Salvador lança carteira de identificação para pessoas com fibromialgia nesta segunda 

Na Espanha, governador lamenta quarta morte pela dengue na Bahia 

Câmara aprova divulgação obrigatória da lista de espera do SUS 

Marcações:
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)