Rei Charles III participa de missa de Páscoa em maior evento público desde anúncio de câncer

Aparição do monarca de 75 anos foi vista como um esforço para tranquilizar o público depois que Charles se afastou das funções públicas

Por Estadão Conteúdo
31/03/2024 às 18h00
  • Compartilhe
Foto: HOLLIE ADAMS/ASSOCIATED PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
Foto: HOLLIE ADAMS/ASSOCIATED PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

O rei Charles III do Reino Unido apertou a mão e conversou com o público depois de participar de um serviço religioso de Páscoa no Castelo de Windsor, neste domingo (31), em sua manifestação pública mais significativa desde que foi diagnosticado com câncer no mês passado.

O rei, vestido com um sobretudo escuro e gravata azul brilhante, sorriu enquanto caminhava ao longo de uma corda do lado de fora da Capela de São Jorge por cerca de cinco minutos, alcançando a multidão para cumprimentar os apoiadores que acenavam com cartões de melhoras e tiravam fotos em um dia frio de início de primavera. "Vocês são muito corajosos por ficarem aqui no frio", Charles disse a eles.

"Continue forte", gritou um membro da multidão enquanto Charles e a rainha Camilla passavam.

A aparição do monarca de 75 anos foi vista como um esforço para tranquilizar o público depois que Charles se afastou das funções públicas no início de fevereiro, após um anúncio do Palácio de Buckingham de que estava em tratamento para um tipo não especificado de câncer.

O rei continuou a cumprir os seus deveres de Estado, como rever documentos do governo e reunir-se com o primeiro-ministro. Mas a sua participação em um evento real tradicional como a cerimónia de Páscoa é vista como um sinal de que o monarca está iniciando um regresso controlado à vida pública. A mídia britânica informou na semana passada que Charles III aumentaria lentamente suas aparições públicas após a Páscoa.

Princesa de Gales não participa

A cerimônia em si foi menor do que o normal, já que Kate Middleton, a Princesa de Gales, também está em tratamento de câncer e interrompeu suas funções públicas. A princesa, seu marido, o príncipe William, e seus filhos não compareceram.

O anúncio da princesa de Gales de que ela também tinha câncer foi feito no dia 22 de março, após semanas de especulações sobre sua saúde e paradeiro após uma grande cirurgia abdominal em fevereiro.

A ausência forçada de Charles III da vida pública foi um revés para um homem que está ansioso por deixar a sua marca na monarquia depois de esperar quase 74 anos - mais do que qualquer herdeiro anterior - para se tornar rei.

Quando sucedeu à sua mãe, a Rainha Elizabeth II, o monarca enfrentou a difícil tarefa de demonstrar que a monarquia continua relevante em uma nação moderna cujos cidadãos vêm de todos os cantos do globo.

Funções de um monarca

Embora os deveres de um monarca constitucional sejam em grande parte cerimoniais, o trabalho de ser um membro da realeza pode ser exaustivo.

Além da procissão ocasional em trajes reais completos, há reuniões com líderes políticos, cerimônias e eventos que homenageiam as realizações dos cidadãos britânicos. O rei Charles III teve 161 dias de compromissos reais durante o primeiro ano no trono.

O palácio tem trabalhado arduamente para manter o rei sob os olhos do público - mesmo enquanto ele tentava limitar os contatos para reduzir o risco de infecção durante o tratamento. Foram divulgados vídeos do rei lendo cartões de melhoras e uma audiência com o primeiro-ministro Rishi Sunak. Ele também participou de uma sessão do Conselho Privado, uma assembleia de conselheiros seniores.

Apesar de ter faltado a um serviço religioso pré-Páscoa na quinta-feira (28), Charles III divulgou uma mensagem de áudio pré-gravada na qual expressou seu pesar por ter perdido uma ocasião tradicionalmente frequentada pelo monarca.

O rei também reafirmou a sua promessa de coroação "de não ser servido, mas de servir". "Sempre tentei fazer isso e continuo fazendo, de todo o coração", disse ele.

 

Leia também:

Após quase dois meses, Kate Middleton mantém cirurgia no abdome guardada a sete chaves

Princesa sumida! Porta-voz de Kate Middleton rechaça conspirações sobre saúde após cirurgia

Após ser diagnosticado com câncer, Rei Charles III estaria antecipando planos de sucessão ao trono, diz jornal