Lula reconhece que pode haver enfraquecimento do Mercosul a depender de Milei

Presidente brasileiro confirmou que, até o momento, não teve contato com o líder da Argentina

Por Estadão Conteúdo
10/02/2024 às 23h30
  • Compartilhe
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, reconheceu haver a possibilidade de enfraquecimento do bloco Mercosul a depender do andamento da economia da Argentina, sob o governo do ultraliberal Javier Milei. Lula confirmou que, até o momento, ainda não teve contato com o líder argentino.

"Independentemente dos discursos que ele faça para agradar seu povo ou seus eleitores, acho que o Mercosul é mais forte que isso. Acho que a relação Brasil e Argentina é uma relação muito forte", disse o presidente da República, em entrevista à Rádio Itatiaia, de Minas Gerais.

Lula afirmou que, apesar de não ter conversado com Milei, as instituições brasileiras e argentinas dialogam entre si e, por causa disso, não vê um prejuízo em relação ao Brasil.

"Obviamente que você vai ter a possibilidade de um enfraquecimento do Mercosul a depender do comportamento da economia argentina. Mas não vejo maiores problemas com o Brasil", comentou.

Na avaliação de Lula, é preciso ver a diferença entre a teoria e a prática do governo de Milei.

Leia também:

Deputados da Argentina aprovam plano de Milei com intensas negociações