Pular para o conteúdo
Início » Wagner diz que não houve acordo com governo para retirada de ‘taxa das blusinhas’

Wagner diz que não houve acordo com governo para retirada de ‘taxa das blusinhas’

Wagner diz que não houve acordo com governo para retirada de ‘taxa das blusinhas’
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)
Líder confirmou que matéria será votada no plenário do Senado nesta quarta-feira, com tributação de 20% sobre bens importados de até US$ 50

O líder do governo no Senado, Jaques Wagner (PT-BA), afirmou que o governo não havia feito nenhum acordo para retirar a taxação do e-commerce do texto aprovado na Câmara que institui o programa Mobilidade Verde e Inovação (Mover). Em entrevista a jornalistas nesta terça-feira (4), o petista baiano confirmou que a matéria vai à votação no plenário do Senado nesta quarta-feira (5), com a tributação de 20% sobre bens importados de até US$ 50.

“Não houve nenhum acordo com o governo para retirar a taxação que foi votada na Câmara”, disse. “A decisão de acolher uma emenda supressiva de retirar a taxação dos importados foi do relator. Será submetida a votos amanhã [quarta, 5]. A história ainda não terminou.”

Wagner acrescentou que “o governo não rompeu nenhum acordo” e sustentou que não houve orientação para que se retirasse o dispositivo da tributação. O líder do governo disse que soube da exclusão do trecho somente quando o relator, Rodrigo Cunha (Podemos-AL), apresentou o seu parecer, na tarde desta terça. O petista disse que não havia expectativa nesse sentido, nem mesmo comunicada por Cunha.

“A liberdade do relator é dele. Não posso impor ao relator o que ele vai escrever”, declarou.

Segundo ele, há acordo sobre o projeto do Mover, mas não há acordo em relação à taxação para a votação na quarta. Apesar das declarações do petista, o relator disse ter conversado com o governo “antes, durante e depois” de retirar a taxação. Cunha também se queixa de não ter participado do acordo do governo com a Câmara em favor da taxação de 20%.

Wagner não se pronunciou sobre a intenção da oposição de aprovar emendas. O senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) disse que quer reduzir a taxação para a indústria nacional, mas “o governo resiste” e, portanto, também não há acordo.

Leia também:

Relator do Mover diz que vai retirar trecho sobre ‘taxa das blusinhas’

Senado adia votação sobre taxação de compras internacionais de até US$ 50

Pacheco diz que não avaliou e não conversou com senadores sobre proposta de compensação

Jonas Pereira/Agência Senado
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)