Pular para o conteúdo
Início » Vice não é desejo de partido, nem desejo pessoal, diz Lídice sobre  Sílvio  Humberto

Vice não é desejo de partido, nem desejo pessoal, diz Lídice sobre  Sílvio  Humberto

banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)

Coordenadora da campanha de Geraldo Jr. à Prefeitura de Salvador diz que nome do vereador está no 'páreo' 

A deputada federal Lídice da Mata (PSB), coordenadora da campanha do vice-governador Geraldo Júnior (MDB), pré-candidato à Prefeitura de Salvador, afirmou, nesta quinta-feira (16), que a escolha da vice na chapa não ocorre por meio de desejo de partido, nem por desejo pessoal. Presente na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) para a entrega da Comenda Dois de Julho ao presidente nacional do MDB, Baleia Rossi, ela enfatizou a complexidade na escolha e ressaltou a necessidade de conciliar os interesses de todos os partidos envolvidos. 

Na ocasião, Lídice mencionou o nome do vereador Silvio Humberto (PSB) como uma opção em consideração, destacando sua liderança respeitada e sua representatividade na luta antirracista, o que poderia agregar valor à chapa de Geraldo Júnior.

“Eu sempre digo o seguinte: vice não é nem desejo de partidos, nem desejo pessoal. Ele resulta de uma série de questões que se articulam em determinado momento. É claro que o partido vê em Silvio um grande nome, ninguém tem dúvida disso, é um dos líderes mais respeitados de Salvador e da Bahia na luta antirracista no nosso estado, porém isso tem que estar combinado com os interesses de todos os partidos, de todas as agregações eleitorais que o seu nome pode representar”, enfatizou.

Lídice também destacou a importância de Silvio Humberto manter o espaço político que possui, ao mesmo tempo em que busca contribuir de forma efetiva com a campanha de Geraldo.

“O PSB está em diversas cidades importantes do Estado com nomes que se colocam na possibilidade de ser vice. Mas, também passa pela vontade do candidato, não apenas eu não me refiro ao candidato Geraldo, ao candidato a prefeito, mas ao candidato Silvio, que não tem tido resistência, mas tem que organizar a campanha dele para vereador, senão isso termina causando problema. Nem decide a vice, nem decide vereador, e ele não pode perder o espaço que o partido deseja”, destacou.

Lídice ressaltou ainda a relevância do papel do vice na chapa, enfatizando que, mais do que nunca, essa escolha é fundamental para agregar valor e representatividade ao projeto político.

“O caso de Sílvio, exatamente por ser um líder popular vinculado à luta antirracista, representa essa maioria significativa da população negra de Salvador. Nem sempre a gente tem consciência de como o racismo se expressa na nossa vida. E Sílvio pode ser isso, essa consciência permanente da nossa população para a sua condição de invisibilidade, para a sua condição de não ter oportunidade. Portanto, ter que lutar para isso numa próxima gestão da cidade de Salvador”, finalizou Lídice. 

 

Leia também:

Baleia Rossi diz que Salvador é prioridade do MDB nas eleições municipais

Lúcio Vieira Lima reitera apoio a Lúcia Rocha em Vitória da Conquista

Geraldo e Matheus destacam honraria entregue a presidente nacional do MDB

banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)