header1_bg
Pular para o conteúdo
Início » Pesquisadores brasileiros ajudam na construção de super telescópio no Chile

Pesquisadores brasileiros ajudam na construção de super telescópio no Chile

banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)
O LSST, que entrará em operação em 2026, promete mapear o universo com detalhes sem precedentes.

Equipe composta por mais de 100 pesquisadores brasileiros participam da construção de um super telescópio em Cerro-Pachón, no Chile. O Legacy Survey of Space and Time (LSST) deverá entrar em operação em 2026 prometendo fazer um mapeamento maior e mais detalhado do universo.

O LSST e resultado de uma colaboração entre 28 países, abrangendo várias áreas da astronomia. A participação do brasil acontece através do Laboratório Interinstitucional de e-Astronomia (LIneA) e é coordenada pelo Brazilian Participation Group (BPG), criados com a finalidade de dar suporte à participação brasileira em levantamentos astronômicos.

Entre os pesquisadores brasileiros envolvidos no projeto está o professor do instituto de computação da Universidade Federal Fluminense (UFF), Daniel de Oliveira. O professor afirmou que o novo telescópio gera um grande volume de dados e que é capaz de analisar 37 bilhões de estrelas e galáxias em questão de meses.

Os dados coletados pelo telescópio serão revertidos para centros de pesquisa localizados nos Estados Unidos, na França e na Escócia. Oliveira ainda ressaltou que a potência do telescópio permite que os dados sejam mais claros o que facilita a pesquisa espacial.

Leia também:

OAB contesta no STF o fim da saída temporária de detentos

Ronnie Lessa detalha valores e motivação para matar Marielle

Agência Brasil
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)

Política