header1_bg
Pular para o conteúdo
Início » Para Sanches, PT não aceita críticas e tenta desqualificar para amenizar situação do governador

Para Sanches, PT não aceita críticas e tenta desqualificar para amenizar situação do governador

banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)

Troca de farpas iniciou após ACM Neto apontar falhas na gestão de Jerônimo Rodrigues e ser rebatido por Éden Valadares

O deputado estadual Alan Sanches (União Brasil) rebateu os ataques do presidente estadual do PT, Éden Valadares, após o ex-prefeito de Salvador, ACM Neto (União Brasil), apontar falhas na gestão do governador Jerônimo Rodrigues (PT). Para o líder da bancada da oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), o PT não aceita críticas e tenta desqualificar para amenizar situação do atual governo.

“Toda vez que você perde os argumentos para debater, você começa a tentar desqualificar o seu opositor. E é justamente isso que Éden, uma pessoa extremamente inteligente, tenta fazer. Ele tenta desqualificar as críticas ou quem está criticando para de alguma forma amenizar a situação do governo”, disse Sanches.

A troca de farpas iniciou após o vice-presidente nacional do União Brasil dizer, nesta segunda-feira (13), que falta liderança política em relação a seus antecessores, os ex-governadores petistas Jaques Wagner e Rui Costa. Em entrevista ao jornal Correio, Neto chegou a dizer que a gestão de Jerônimo é “o pior dos três governos” petistas.

“Jerônimo está longe de ter o brilho e a liderança política nata que tem Jaques Wagner. Apesar de eu ser adversário, eu não posso deixar de reconhecer que ele é um líder político. E Jerônimo não tem o mesmo nível que Rui. Eu tenho várias críticas à gestão de Rui, mas ele em si era um sujeito que procurava aprofundar, que se envolvia na gestão. Jerônimo não é um cara brilhante nem na política, nem é um cara brilhante na gestão”, afirmou o ex-prefeito.

Em resposta ao ex-prefeito de Salvador, Éden disse mais uma vez que ele não aceita a derrota para o petista na eleição ao Governo do Estado em 2022. “A soberba é uma péssima companhia e os próprios aliados de ACM Neto testemunham que ele acreditou no ‘já ganhou’, achou que era governador antes de abrir as urnas e a dor de cotovelo pela derrota para Jerônimo parece não ter fim. Neto não superou a derrota e segue destilando ciúme”, disse Éden.

Segundo Sanches, as questões colocadas pela oposição são baseadas em dados reais, levantadas por institutos oficiais. “Quando se fala que a Bahia tem um dos piores indicadores de educação, tem as cidades mais violentas do Brasil, tem metade da população em situação de extrema pobreza e fome, isso não é ACM Neto quem está falando, não é dor de cotovelo, são os institutos oficiais, incluindo o IBGE”, emendou.

“Aí nesse caso Éden tem que desqualificar todos os órgão oficiais que mostram esses dados da Bahia”, ironizou.

Para o líder da oposição, o PT se comporta como quem não respeita o contraditório do ambiente democrático. “A oposição tem todo direito de fazer as críticas legítimas e cobrar, porque efetivamente o Governo do Estado não consegue, há 18 anos, apresentar respostas e soluções para os principais problemas da Bahia”, finalizou.

 

Leia também:

Éden rebate ACM Neto e diz que ex-prefeito não aceita derrota para Jerônimo Rodrigues

Neto critica gestão de Jerônimo e reconhece liderança política de Wagner

A portas fechadas, Lídice comanda primeira reunião como coordenadora de campanha de Geraldo Júnior

Marcações:
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)

Política