Pular para o conteúdo
Início » Moraes tira tornozeleira de morador de rua absolvido no 8 de Janeiro

Moraes tira tornozeleira de morador de rua absolvido no 8 de Janeiro

banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)

Geraldo chegou a ser preso em flagrante na Praça dos Três Poderes; em novembro de 2023, foi concedida liberdade provisória

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), revogou as medidas cautelares que haviam sido impostas a Geraldo Filipe da Silva, primeiro réu absolvido nas ações penais do 8 de Janeiro. A decisão é consequência direta da absolvição. Em julgamento unânime, encerrado no plenário virtual no dia 15 de março, os ministros concluíram que não havia provas contra ele e encerraram o processo.

“Desse modo, diante da absolvição do réu, não estão presentes os critérios constantes no art. 282 do Código de Processo Penal (necessidade e adequação) para a manutenção das medidas cautelares referidas, considerada a sua natureza acessória”, escreveu Moraes.

Geraldo chegou a ser preso em flagrante na Praça dos Três Poderes. Em novembro de 2023, foi colocado em liberdade provisória com tornozeleira eletrônica. Ele também foi obrigado a se apresentar semanalmente no fórum e a ficar em casa no período noturno. Ao final do processo, a própria Procuradoria-Geral da República (PGR) recuou da denúncia e pediu a absolvição.

Em depoimento, Geraldo contou que vinha morando na rua há cerca de três meses e que estava de passagem na Praça dos Três Poderes, depois de deixar um centro de assistência social na Asa Sul, quando viu a confusão e se aproximou por “curiosidade”. Ele teria sido confundido com um “infiltrado” e agredido por manifestantes bolsonaristas.

 

Leia também:

STF derruba carência para autônoma receber salário-maternidade do INSS

STF tem maioria para manter prisão de suspeitos do assassinato de Marielle

STF autoriza perdão de multa em ações criminais quando condenado não tiver condições de pagar

Marcações:
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)