Pular para o conteúdo
Início » Lula critica liberdade provisória sob fiança a Daniel Alves

Lula critica liberdade provisória sob fiança a Daniel Alves

banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)

Presidente discursou durante jantar em comemoração aos 44 anos do PT, em Brasília

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) criticou a decisão de conceder liberdade provisória para o ex-jogador Daniel Alves sob a condição de que ele pagasse a fiança de 1 milhão de euros (R$ 5,4 milhões). 

Daniel foi condenado em 22 de fevereiro a quatro anos e seis meses de prisão por estupro. A agressão sexual foi cometida em dezembro de 2022, em Barcelona, na Espanha.

“Com o dinheiro que o Daniel Alves tem, o dinheiro que alguém possa emprestar para ele, não pode comprar a ofensa que um homem faz a uma mulher praticando estupro, quando o sexo é uma coisa feita a dois e tem que ser permitida e consentida por dois. Isso é crime”, disse Lula. A declaração foi feita durante a festa de aniversário de 44 anos do Partido dos Trabalhadores (PT).

Na quarta-feira (20), os magistrados do Tribunal de Barcelona concordaram que o jogador pode sair da prisão se pagar a fiança. Daniel também deverá ficar sem os passaportes, espanhol e brasileiro. Além disso, o brasileiro não pode sair da Espanha e deve comparecer semanalmente ao tribunal.

Se sair da prisão, Daniel também estará proibido de se aproximar da vítima e não deve ficar a menos de um quilômetro de distância da casa dela, do trabalho ou de qualquer outro lugar frequentado por ela. A comunicação por qualquer meio também está proibida.

“Aprendi lá em Pernambuco quando eu era pequeno que as pessoas diziam ‘aqui no Nordeste quem tem 20 contos de réis não é preso’. A gente está vendo que essa máxima continua”, declarou Lula sobre o caso do ex-jogador brasileiro.

A advogada Ester García, que representa a vítima do estupro pelo qual Daniel Alves foi condenado, anunciou que vai recorrer da decisão da liberdade provisória ao ex-jogador. “Parece que está sendo feita justiça para os ricos. É um escândalo que libertem uma pessoa que sabem que pode conseguir um milhão de euros como se fosse nada”, disse Ester García, em entrevista à rádio catalã Rac 1.

 

Leia também:

Justiça espanhola concede liberdade provisória a Daniel Alves sob fiança de 1 milhão de euros

Marcações:
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)