Pular para o conteúdo
Início » Lula adere à rede Bluesky, rival do X, após ataques de Musk a Moraes e STF

Lula adere à rede Bluesky, rival do X, após ataques de Musk a Moraes e STF

banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)

A rede alternativa, fundada em 2019, começou a ganhar mais usuários brasileiros com a ameaça de retirada do X do país

Nesta sexta-feira (12), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) se tornou usuário da rede Bluesky, concorrente do X (antigo Twitter). A adesão à “rede céu azul” se deu em meio ao contexto de ataques de Elon Musk, dono da plataforma X, ao governo e à Justiça brasileira, principalmente às decisões do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes.

A entrada de chefes de Estado na plataforma de Jack Dorsey, cofundador do X, passou a ser autorizada nesta sexta. Logo após a criação da conta, Lula fez a primeira publicação no perfil sobre a visita dele a uma planta frigorífica em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, que recebeu licença para exportar produtos para a China.

“Vou participar da habilitação de 38 frigoríficos para exportação de carnes para a China. Em seguida, em SP, para a inauguração da sede da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos e anúncio de investimentos. A economia no rumo certo”, escreveu o presidente.

Em publicações seguintes, o petista celebrou o “crescimento da economia” e disse que “esse é o Brasil, que estava isolado, voltando pro mundo”. Ainda, aproveitou para criticar a “parte da humanidade que está virando algoritmo” e afirmar que é preciso “olhar no olho da pessoa, pegar na mão”.

O chefe do Executivo não abandonou, no entanto, o perfil no X de Musk, onde publicou as mesmas informações. O bilionário tece críticas desde o último sábado (6), a Alexandre de Moraes e já chegou a dizer que o ministro tem “Lula na coleira”.

A rede alternativa, fundada em 2019, começou a ganhar mais usuários brasileiros com a ameaça de retirada do X do país após Musk dizer que poderia descumprir decisões judiciais e reativar contas suspensas. As ordens de bloqueio de perfis de influenciadores e aliados do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) são de Moraes e se justificam pela disseminação de fake news e envolvimento com atos antidemocráticos.

A Bluesky é parecida com a plataforma de Musk, tem a mesma formatação e é possível fazer publicações em texto, com no máximo 256 caracteres, e em imagens, assim como excluir seus posts e curtir, comentar e repostar as publicações de outros usuários. Entretanto, apresenta algumas limitações, como a impossibilidade de publicar vídeos e áudios.

 

Leia também:

Lula afirma que Brasil voltará a vender 3,8 milhões de carros por ano

Lula sanciona com vetos lei que regula profissão de musicoterapeuta

Lula diz que “mulher não foi feita para apanhar” diante de acusações contra filho

banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)