header1_bg
1__BANNER_728x90
BANNER_728x90___APP_ALBA_1_2
BANNER_728x90___APP_ALBA_1_2
BANNER_CAPITAL_728x90___SAO_JOAO_2024
BANNER_728x90___BRT_LAPA
BANNER_728x90___E_LAURO__E_TRABALHO
1__BANNER_728x90
Pular para o conteúdo
Início » Líder da oposição, Alan Sanches critica inoperância do Hospital Ortopédico em Salvador

Líder da oposição, Alan Sanches critica inoperância do Hospital Ortopédico em Salvador

banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)

Deputado estadual também afirmou que o governo estadual cometeu um erro ao fechar o Hospital Manoel Vitorino

O deputado estadual e líder da oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), Alan Sanches (União Brasil), expressou preocupações em relação à gestão do Hospital Ortopédico. Em entrevista ao Portal M!, Sanches mencionou problemas na preparação e funcionamento da unidade e apontou a falta de materiais essenciais.

O deputado também enfatizou a importância de um planejamento adequado por parte do Governo do Estado, para garantir o funcionamento eficaz das unidades de saúde e evitar prejuízos aos pacientes.

“Eles abriram o hospital ortopédico com muita pompa, com muita propaganda, informando que é o maior hospital público da América Latina. Pronto, ótimo, a Bahia precisa. Mas só que a gente precisa também que esse hospital esteja funcionando e eles fizeram, cometeram um grande equívoco, primeiro que eles não prepararam o hospital, o hospital que não recebeu paciente e não está recebendo pacientes ortopédicos. Por quê? Porque ele não fechou o contrato dele de material de OPME, são os materiais especiais de órtese e prótese, que é material básico para ortopedia, 90% dos pacientes de ortopedia que vão ser operados no Hospital Ortopédico eles precisam ou de placa, ou parafuso, ou fio, ou haste, ou até a prótese e eles não tem”, afirmou Alan.

O Líder da Oposição na Câmara, lembrou que o Governo cometeu um erro ao fechar o Hospital Manoel Vitorino, outro local com especialidade de atendimentos em ortopedia.

“Como é que você abre um hospital ortopédico? Você fecha, o outro equívoco foi fechar o Manuel Vitorino, que é um hospital ortopédico de cem leitos, você desativa para a ortopedia e você vai colocar onde esses pacientes? Os pacientes ficaram desassistidos e ainda estão desassistidos, porque ela não faz parte mais, o hospital ortopédico ainda não faz, digamos assim, essa regulação para eles e desativou, tirou da regulação o hospital ortopédico Manoel Vitorino, então uma gama de pacientes da regulação estão desassistidos e você sabe que paciente ortopédico, paciente de trauma, quanto mais tempo tem sem fazer a sua cirurgia a morbidade para ele vai aumentar muito mais, os defeitos que ele poderá ficar, as sequelas ficarão muito maiores, então, eu acho que faltou um pouco de planejamento e está faltando ainda a gestão”, disparou o parlamentar.

Sanches criticou ainda, a demora na regulação para o atendimento de uma criança e a negativa por parte do hospital alegando falta de materiais básicos.

“O maior de toda a América Latina, o melhor hospital, como eles falam, que a negativa é dizer o seguinte, não temos OPME, que é material de órtese e prótese, placa, parafuso, fio, isso é um absurdo dos absurdos, é isso por isso que a regulação cada dia piora no governo do PT”, disse.

O deputado ainda afirmou que o problema da regulação é a falta de leitos, para as transferências dos pacientes. “Regulação precisa de quê? De leito. O paciente tem que estar deitado no leito, precisa do leito para ser transferido e isso eles não têm, quando você constrói um hospital de 182 leitos, que é o hospital ortopédico, eles falam 220 mais 30 leitos, é de UTI, então, de 182 leitos, só que você desativa a ortopedia do Manoel Vitorino, que tinha 100 leitos, então, na verdade, você não cresceu 200 leitos, você só está crescendo a diferença, que é 82 leitos. A gente precisa de leito, não adianta construir o hospital e desativar outro”, finalizou.

Leia também:

PSB nega desfiliação do cantor Igor Kannário

Roberta Roma vota contra recriação do DPVAT

Protesto causa congestionamento na BR-324 sentido Salvador

Marcações:

Política