header1_bg
Pular para o conteúdo
Início » Julgamento de Trump entra na fase final com alegações de subversão a democracia

Julgamento de Trump entra na fase final com alegações de subversão a democracia

banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)
Procuradores afirmam que Trump e cúmplices falsificaram registros contábeis para influenciar eleição

Isac Nóbrega / Agência Brasil

O primeiro julgamento criminal de um ex-presidente americano entrou em sua fase final nesta terça, após 20 dias de tramitação. Em suas alegações finais no julgamento de Donald Trump sobre pagamentos secretos, os procuradores afirmaram nesta terça-feira, (28), que o ex-presidente e seus cúmplices estavam envolvidos em um “esforço para subverter a democracia”.

 Trump é acusado de falsificar registros contábeis para encobrir um pagamento feito à ex-atriz pornô Stormy Daniels, para que ela não tornasse público um caso extraconjugal que tiveram em 2006 durante sua primeira campanha à Casa Branca, em 2016. Segundo os procuradores, Trump trabalhou com seu ex-advogado Michael Cohen e um ex-editor de tabloide para esconder informações dos eleitores, em um esforço ilegal para influenciar a eleição presidencial, no que foi chamado de “subversão da democracia”.

Para as alegações finais, antes de o júri deliberar, o advogado de Trump, Todd Blanche, disse aos jurados que os procuradores não conseguiram provar sua tese. Blanche argumentou que tal conspiração apresentada pela acusação não existiu e os promotores construíram todo o caso em torno de Cohen, a quem se referiu como “o maior mentiroso de todos os tempos”.

“Você não pode mandar alguém para a prisão com base nas palavras de Michael Cohen”, disse Blanche, alegando que a testemunha, que durante muitos anos foi uma espécie de faz-tudo de Trump, era alguém indigno de confiança.

Para condenar Trump, os jurados devem concluir que o ex-presidente não apenas “causou” os registros comerciais falsos, mas que o fez para ocultar outro um crime. O ex-presidente alega ser inocente e se apresenta como vítima de uma perseguição política.

Pesquisas mostram que o julgamento envolve certo risco eleitoral para ele. Uma sondagem da ABC News e Ipsos, há um ano, mostrou que 52% dos americanos consideravam as acusações significativas. Uma nova pesquisa feita este mês, pelos mesmos grupos, mostrou que um quinto dos apoiadores de Trump disse que reconsideraria seu apoio (16%) ou o retiraria (4%) se ele fosse condenado. (Com agências internacionais).

Leia tambem: 

Jerônimo participa de reunião no Planalto para tratar de nova política de alfabetização

Câmara derruba trechos do decreto de Lula que restringe acesso a armas de fogo

banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)

Política