header1_bg
Pular para o conteúdo
Início » Jaques Wagner diz que taxação de compras até US$ 50 é controversa para compensar desoneração

Jaques Wagner diz que taxação de compras até US$ 50 é controversa para compensar desoneração

banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)

Relator do texto, senador baiano disse que aguarda governo informar fonte de receitas para compensar desoneração

O líder do governo no Senado, Jaques Wagner (PT-BA), afirmou que considera a taxação de compras internacionais de até US$ 50 “controversa demais” para servir como compensação dos gastos do governo com a desoneração da folha de pagamentos. A declaração ocorreu, nesta terça-feira (21), em meio a negociações no Senado pela aprovação do projeto que consolida o acordo do governo com o Congresso sobre a desoneração.

Relator do texto, Wagner disse que aguarda o governo informar a fonte de receitas para compensar a desoneração. A expectativa é de que, com essa informação, ele publique o seu parecer na quinta-feira (23).

A proposta de que a taxação desses bens sirva como compensação para a desoneração consta em um projeto alternativo do senador Angelo Coronel (PSD-BA). O petista, no entanto, disse não ver como possibilidade que a fonte de compensações seja a taxação de bens importados. O tema está prestes a ser votado na Câmara.

“Eu acho que não, que é uma coisa controversa demais”, declarou Wagner a jornalistas. “A disputa disso está muito mais entre a indústria nacional, querendo se proteger, e a simpatia de 100 milhões de brasileiros que não querem que taxe”, avaliou o senador.

Wagner disse atuar para que o projeto da desoneração vá a votação no Senado na próxima semana. Segundo ele, os senadores podem votar o requerimento de urgência para o projeto ainda nesta semana, mas a expectativa é de que ocorra também na semana que vem.

 

Leia também:

Jaques Wagner diz que governos do PT fizeram a Bahia avançar em todas as áreas

TSE retoma julgamento que pede cassação do mandato de Sérgio Moro

Pacheco diz que maioria no Senado é favorável ao fim da reeleição no Executivo

Marcações:
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)

Política