Pular para o conteúdo
Início » Governo anuncia auxílio de R$ 5 mil para famílias vítimas da chuva no Rio Grande do Sul

Governo anuncia auxílio de R$ 5 mil para famílias vítimas da chuva no Rio Grande do Sul

banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)

Auxílio deve beneficiar cerca de 200 mil famílias

Nesta quarta-feira (15), o Ministro da Casa Civil, Rui Costa, anunciou que o Governo Federal irá repassar R$5,1 mil como forma de auxilio a cada família gaúcha que perdeu seus bens durante as enchentes do Rio Grande do Sul. Em evento, que contou com a presença do Presidente da República e o Ministro da Fazenda, o ex-governador da Bahia estimou que esse auxilio deve beneficiar 200 mil famílias.

Segundo estimativas preliminares do Planalto, o investimento a ser repassado chega a 1,2 bilhões de reais. As transferências ocorrerão via Pix e serão administradas pela Caixa Econômica Federal. Segundo Costa, os beneficiários precisaram apresentar documentos oficiais, em especial o CPF, para validar seus endereços e poderem ficar aptos para receber o auxilio.

O Ministro também informou que os afetados pelas enchentes também poderão sacar o FGTS, com valores que vão até R$6.200, sem precisar esperar o intervalo exigido. O saque também poderá ser feito por aqueles que já haviam acessado o fundo por calamidade a menos de um ano.

Outra medida anunciada é que os beneficiários do programa “Minha Casa Minha Vida” e que tiveram seus imóveis prejudicados nas enchentes, terão novas habitações. “O presidente Lula está garantindo que as casas que foram perdidas nas enchentes, aquelas que se encaixam dentro do perfil do Minha Casa, Minha Vida 1 e 2, no mesmo padrão de renda, 100% dessas famílias terão suas casas garantidas de volta pelo governo federal”, anunciou.

Ministério da Reconstrução

Numa ação coordenada, o presidente Lula assinou uma Medida Provisória criando uma secretaria especial para apoiar a reconstrução do estado, que será chefiada pelo Ministro da Secretaria de Comunicação Social, Paulo Pimenta. Este órgão temporário, que terá status de ministério, tem como objetivo articular esforços entre o governo federal, o governo estadual e prefeituras para acelerar a recuperação das áreas afetadas.

A expectativa é que Pimenta permaneça no cargo entre quatro a seis meses, com possibilidade de extensão, dedicando-se a facilitar a reconstrução e a interação com diferentes setores da sociedade.

Essas ações representam um esforço significativo do governo para minimizar o impacto das enchentes no Rio Grande do Sul, procurando responder rapidamente às necessidades imediatas de moradia e infraestrutura, além de proporcionar apoio financeiro direto às famílias afetadas.

Leia também:

Governador do Rio Grande do Sul lamenta morte de médico voluntário

Conselho da Petrobras aprova demissão de Jean Paul Prates

LDO com previsão de R$12 bi é enviada pela Prefeitura à CMS

    Marcações:
    banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
    banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
    2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)