header1_bg
BANNER_728x90___COMBATE_A_DENGUEpx_1
Pular para o conteúdo
Início » Campos Neto diz que melhor coisa que pode fazer é tentar não interferir na sucessão do Banco Central

Campos Neto diz que melhor coisa que pode fazer é tentar não interferir na sucessão do Banco Central

2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)

Mandato de Campos Netos termina em dezembro, e até lá o presidente Lula, deve indicar outro nome para a função

 

Tentar não interferir na escolha do próximo presidente do Banco Central é o melhor a se fazer, disse nesta segunda-feira (15), o atual chefe da autarquia, Roberto Campos Neto. O mandato dele termina em dezembro, e até lá o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, deve indicar outro nome para a função.

“Não faz sentido para mim tentar interferir no processo, ou tentar dizer se o candidato A, B ou C é melhor”, afirmou Campos Neto, em um evento organizado pelo Council on Foreign Relations. “O que a lei diz é que é prerrogativa do presidente, e ele terá a liberdade para fazer isso e também vai pagar o preço se a escolha não for boa”.

Campos Neto disse que, independentemente de quem for escolhido para substituí-lo, tentará garantir uma transição tranquila no comando da autarquia.

“Eu não vejo muitas mudanças, porque o Banco Central é muito técnico, o Banco Central tem um mandato claro e a autonomia do Banco Central dá poder a quem sentar na cadeira para ser independente do governo, e espero que isso continue”, disse Campos Neto.

Leia também:

Múcio irá à Câmara dos Deputados para apresentar prioridades do ministério da defesa

Jerônimo terá encontro com Lewandowski para atualizar pacto da segurança pública

Ativista americano recua e desmente acusação de que Moraes ameaçou processar advogado do X

2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE

Política