Pular para o conteúdo
Início » “Ato na Paulista não foi demonstração de força, mas de desespero”, afirma Éden

“Ato na Paulista não foi demonstração de força, mas de desespero”, afirma Éden

banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)

Para presidente do PT-BA, evento foi realizado "apenas em uma cidade porque não teria adesão significativa em outros locais do Brasil"

O presidente do PT-BA, Éden Valadares, criticou, nesta segunda-feira (26), o ato em apoio ao ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), ocorrido, neste domingo (25), na Avenida Paulista, em São Paulo. Para ele, a ação não passa de uma prova de “desespero”.

O dirigente petista afirmou que o evento foi realizado “apenas em uma cidade porque não teria adesão significativa em outros locais do Brasil”. “O inelegível Bolsonaro marcou um ato único, porque se puxasse atividades em cada cidade todas seriam pequenas, em uma tentativa desesperada de marcar posição. O ato na Avenida Paulista não foi demonstração de força, mas de desespero”.

Éden destacou ainda que “Bolsonaro evidenciou os crimes cometidos e reforçou que o ex-presidente não tem plano algum para o país”. “Na verdade, se a gente reparar bem, ele confessa a tentativa do golpe. Ele produz prova contra si mesmo. E acaba por fazer um ato político para salvar a própria pele. O que ele pede, afinal? Anistia para seus crimes. Não tem agenda, programa, projeto para o Brasil. É um ato de desespero para salvar a própria pele”, pontuou.

 

Leia também:

Bolsonaro pede foco nas eleições e diz que um Poder não pode tirar ninguém do ‘palco político’

Bolsonaro defende anistia para presos do 8 de janeiro e diz que penas fogem da razoabilidade

João Roma considera histórico o ato bolsonarista na Avenida Paulista

Marcações:
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)