header1_bg
Pular para o conteúdo
Início » Ana Rita Tavares critica Diretoria Animal criada pela Prefeitura de Salvador

Ana Rita Tavares critica Diretoria Animal criada pela Prefeitura de Salvador

banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)

Segundo a vereadora, a pasta foi criada em abril desse ano e desde então remunera o seu diretor com R$15 mil e nada aconteceu para a causa animal até o momento.

A vereadora e presidente estadual do PMB, Ana Rita Tavares, criticou a Diretoria Animal criada pela Prefeitura Municipal de Salvador. Em entrevista ao Canal Muita Informação, comandando pelo editor-chefe do portal Muita Informação, Osvaldo Lyra, ela disse que a diretoria foi criada em abril desse ano e desde então remunera o seu diretor com R$15 mil e nada aconteceu para a causa animal até o momento.  

“A notícia que nós temos da população que bate no meu gabinete é que tem chegado protetores de animais lá na diretoria e não se tem nenhuma política pública para atender as demandas dessa população. Isso é péssimo, porque é dever do município, o município arrecada e o próprio prefeito declara que Salvador está muito bem financeiramente e as pessoas continuam procurando”, disse se referindo a falta de políticas públicas municipais para a causa animal. 

Com o intuito de ter maior apoio na luta pela causa animal, a vereadora chegou a sair da base política do prefeito ACM Neto em 2018 e migrou para a do governo do estado. Ana disse que por conta disso, teve represaria. O serviço gratuito do castramóvel, segundo ela, parou de ser oferecido. “Acho isso ruim, porque houve uma descontinuidade de um serviço que socorria a população carente que não tem condição de pagar pelo serviço em uma clínica. Foram mais de 7 mil castrações que deixaram de ser feitas em um ano, isso aflige a população”, afirmou. 

Por outro lado, os donos de animais poderão contar com outro serviço gratuito, que de acordo com Ana, será oferecido pelo governo do estado. “O governador já determinou que seja celebrado um convênio com os hospitais veterinários de todas as faculdades da Bahia, um diferencial imenso porque a parcela carente da população e Ongs terão assistência veterinária. Isso é fundamental para uma cidade que não tem nada gratuito [para os animais] por conta do poder público”, comemora. 

De acordo com a vereadora, que pretende concorrer para mais um mandato na Câmara Municipal, há dificuldades na luta pela causa animal, “por conta de uma sociedade que ainda acha que o homem é o centro e está acima de tudo, ou seja, tudo para o ser humano e nada para os animais”, mas mesmo assim o mandato dela teve grandes conquistas, como a lei que “carinhosamente é chamada de Ana Rita Tavares”, que dá penalidades administrativas para quem maltratar os animais.  

“Foram dois anos desse projeto de lei tramitando na Câmara, após isso, conseguimos a aprovação e foi sancionada pelo poder executivo, deverá ser regulamentada daqui a 30 dias e nós teremos uma lei para punir, com multas que variam de R$ 1 mil a R$ 100 mil, a depender da gravidade do ato que seja cometido com o animal” 

Confira a entrevista na íntegra:

 

 

Marcações:
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)

Política