Pular para o conteúdo
Início » Pelo menos 57 imigrantes morreram em naufrágio

Pelo menos 57 imigrantes morreram em naufrágio

banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)
Pelo menos 57 imigrantes morreram após barco virar na costa na Mauritânia, nesta quinta-feira, 5, segundo informou a Organização Internacional para Migrações (OMI).Ainda de acordo com o órgão, são imigrantes que seguiam para a Espanha, provenientes de Banjul, na Gâmbia. Outras 83 pessoas que estavam na embarcação sobreviveram. De acordo com informações preliminares, o barco se chocou com um rochedo no mar, começou entrar água e o motor parou de funcionar. “É com enorme tristeza que anunciamos que durante uma de nossas patrulhas de segurança, nossas Forças Armadas e de segurança descobriram os sobreviventes do naufrágio de uma embarcação que naufragou”,informou o ministério do Interior da Mauritânia, em nota. Cerca de 150 pessoas estavam a bordo, entre mulheres e crianças. Estima-se que ainda muitas pessoas estejam desapacidas. As autoridades da Mauritância já prestam assistência às vítimas.  Tatiana Ribeiro

Pelo menos 57 imigrantes morreram após barco virar na costa na Mauritânia, nesta quinta-feira, 5, segundo informou a Organização Internacional para Migrações (OMI).Ainda de acordo com o órgão, são imigrantes que seguiam para a Espanha, provenientes de Banjul, na Gâmbia. Outras 83 pessoas que estavam na embarcação sobreviveram. De acordo com informações preliminares, o barco se chocou com um rochedo no mar, começou entrar água e o motor parou de funcionar. “É com enorme tristeza que anunciamos que durante uma de nossas patrulhas de segurança, nossas Forças Armadas e de segurança descobriram os sobreviventes do naufrágio de uma embarcação que naufragou”,informou o ministério do Interior da Mauritânia, em nota. Cerca de 150 pessoas estavam a bordo, entre mulheres e crianças. Estima-se que ainda muitas pessoas estejam desapacidas. As autoridades da Mauritância já prestam assistência às vítimas. 

banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)