Pular para o conteúdo
Início » Nílson Galvão lança livro ‘O inquilino das horas’ neste sábado

Nílson Galvão lança livro ‘O inquilino das horas’ neste sábado

banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)

Na obra, Galvão expressa seu desconforto com a pressa e a superficialidade da vida contemporânea

O autor Nílson Galvão lança seu novo livro O Inquilino das horas no dia 8 de junho, às 15h, na Cervejaria ArtMalte, localizada na Rua Feira de Santana, 354, no Rio Vermelho, em Salvador. Na obra, Galvão expressa seu desconforto com a pressa e a superficialidade da vida contemporânea, convidando os leitores a refletirem sobre o ritmo frenético do mundo atual.

Marcado por uma liberdade formal e estilística capaz de surpreender o leitor pela variedade de seu ritmo e pela adoção de imagens pouco usuais, O inquilino das horas, de Nilson Galvão, problematiza a relação de urgência e vazio a que os sujeitos contemporâneos são submetidos rotineiramente. 

Com tom intimista e, por vezes, minimalista, os poemas racham o vidro do relógio e fazem os ponteiros dançar em múltiplos sentidos e direções. Há cenas domésticas, fragmentos de memórias (que podem coincidir com as memórias de muitos leitores), invenções de fábulas, notícias banais, dramas e até a apropriação de cenários oníricos.

Mas, O inquilino das horas não reflete apenas sobre a questão do tempo, observa Nílson Galvão. Para exemplificar, cita a provocação contida nos versos de “ping-pong”: “de que tipo de / dor você tiraria / uma felicidade / instantânea?” Há as coisas que se inserem no dorso do tempo e ele as arrasta consigo, dando-lhes novas dimensões e significados. E há ainda o estranhamento com o mistério da própria existência, essa repetição incessante que nunca se mostra exatamente a mesma: “não menospreze as manhãs / esquisitas, dessas que nascem / com um brilho que não é o que se / pensa”.

Como não poderia deixar de ser, o poeta também se utiliza do recurso da ironia ao tratar o espírito do tempo, o amor romântico (seja num recuo até a pré-história ou nos dias de hoje), a família, os jogos de poder e a expectativa de futuro.

O Inquilino das horas dá sequência a uma nova série da editora Villa Olívia, dedicada exclusivamente à poesia de autores brasileiros contemporâneos. O primeiro título foi “Borrasca”, de Rita Santana, lançado em março deste ano.

Leia também:

Netinho promove show especial em homenagem a Luiz Gonzaga

Festival de Quadrilhas Juninas promete um espetáculo de dança em Santo Antônio de Jesus

Amargosa anuncia grade oficial do São João de 2024; veja programação

banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)