Pular para o conteúdo
Início » Homenagem: Harildo Déda ganha sala com seu nome na FGM

Homenagem: Harildo Déda ganha sala com seu nome na FGM

banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)

Uma das salas do novo prédio da Fundação Gregório de Matos ganhou o nome do veterano que, aos 80 anos, soma 20 espetáculos como diretor e 70 peças como ator em sua trajetória. 

Harildo Déda, um dos ícones do teatro na Bahia, foi surpreendido por uma homenagem feita pela Fundação Gregório de Mattos (FGM) nesta segunda-feira (9), no Espaço Cultural Boca de Brasa, na Barroquinha. Uma das salas do novo prédio da FGM agora leva o nome do ator e diretor, que tem 20 espetáculos como diretor e 70 peças como ator em sua trajetória artística. Déda, que completou 80 anos no mês passado, também é professor aposentado da Escola de Teatro da Ufba. Logo após a surpresa, Harildo entrou em cena para ministrar uma oficina teatral com a presença de atores profissionais e estudantes de teatro.

Logo na entrada, uma mostra fotográfica apresenta imagens em que Déda aparece atuando. Para Harildo, a homenagem foi um grande lisonjeio. “É bem mais que uma surpresa. É uma verdadeira micareta do meu aniversário. Eu mereço porque é do passado que fazemos o presente e a partir dele tentarmos prevê o futuro”, brinca Déda.

Segundo o presidente da FGM, Fernando Guerreiro, a homenagem é merecida, por se tratar de uma grande referência do teatro baiano ainda na ativa. “Queremos preservar a memória do teatro baiano. O teatro tem passado, tem história e prova disso é o trabalho de Déda que completou 80 anos e segue atuando e passando adiante todo conhecimento da sua arte. Ele é acima de tudo um professor que já formou inúmeros atores da nossa cidade”, disse Guerreiro.

A experiência de Déda no teatro inspira o ator, Marcelo Praddo, que fez questão de participar da oficina. Emocionado, Praddo leu em voz alta o texto do dramaturgo, diretor e professor doutor da Escola de Teatro da Ufba, de Paulo Henrique Alcântara afixado em placas nas laterais da porta. “Não sei nem descrever o que sinto participando desse momento único. A homenagem é justíssima por entender que Déda faz parte da formação de todos nós atores. É uma honra aprender com ele, o mestre do teatro”, assinalou. A oficina tem duração de dois dias e se encerra no dia 11.

Trajetória – O despertar pelo teatro surgiu na infância em Simões Filho ao assistir seu primeiro filme “A noiva de Frankenstein”. Na TV atuou em séries como “O Pagador de Promessas”, “Dona Flor e seus Dois Maridos”, “Carga Pesada”, e no cinema participou de filmes consagrados como “Tieta do Agreste”, “Central do Brasil” e “Cidade Baixa”. Foi mestre de artistas como Vladimir Brichta, Marcelo Flores e Alethea Novaes. .

Uma das produções de destaque em 2019 é o espetáculo “Em Família”, com direção de Marcelo Flores e texto de Oduvaldo Vianna Filho, que comemora os 80 anos de vida do ator Harildo Déda e os 20 anos da companhia de teatro Os Argonautas. Em Família”, 9ª montagem da companhia, é protagonizada por Harildo Déda e Neyde Moura e mostra uma família típica brasileira que tem os pais, o casal de idosos Seu Sousa e Dona Lu, despejados da casa onde moram por não terem condições financeiras para mantê-la.

banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)