header1_bg
1__BANNER_728x90
BANNER_728x90___APP_ALBA_1_2
BANNER_728x90___APP_ALBA_1_2
BANNER_CAPITAL_728x90___SAO_JOAO_2024
BANNER_728x90___BRT_LAPA
BANNER_728x90___E_LAURO__E_TRABALHO
1__BANNER_728x90
Pular para o conteúdo
Início » Emiliano José lança livro sobre luta contra ditadura

Emiliano José lança livro sobre luta contra ditadura

banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)

Ex-deputado do PT conta a história de José Carlos Zanetti e fala sobre jornada do jovem revolucionário que se mudou do Paraná para Bahia 

O professor, escritor, jornalista e ex-deputado do PT, Emiliano José, lançou o livro ‘Zanetti: O guardião do óleo da lamparina’, em apresentação da editora Kotter, com 500 páginas. A narrativa fala sobre a jornada de José Carlos Zanetti, jovem revolucionário que se mudou do Paraná para a Bahia e sofreu com a ditadura militar. 

A história do protagonista relata a esperança nos seus sonhos, mesmo nos momentos mais difíceis, contando também toda a sua angústia e o medo dos tempos sombrios do regime, além da fome, do terror e da luta pelos direitos humanos. Diante desse contexto, o autor de 20 livros explicou a escolha do título, em relação direta com o propósito do personagem. 

“Leonardo Boff diz que a lamparina acesa, que se mantém acesa pelo óleo, ela é que alimenta os sonhos. Se o óleo acaba, a lamparina deixa de existir fogo para alimentar os sonhos, então os sonhos acabam. Então, por isso, que disse que o Zanetti era o guardião do óleo da lamparina no sentido de ser um difusor, um alimentador de sonhos”, disse o escritor. 

Emiliano faz questão de destacar o desenvolvimento do protagonista, revelando momentos de sua infância e juventude no Paraná. O ex-deputado mostra a mudança de um jovem conservador, que passa a fazer parte da liderança de movimentos universitários e entra na organização revolucionária Ação Popular (AP).

“Torna-se, assim, muito cedo, um dirigente da organização e um militante clandestino com a missão de educar os também militantes das camadas médias ao levá-los a se integrar no meio dos trabalhadores das cidades ou do campo. Ele se envolve profundamente com isso. Foi o encontro do marxismo dele aprendido na luta com o cristianismo progressista que quer mudar o mundo”, contou o professor. 

 

Leia também: 

Prorrogação: Prefeitos têm até dia 6 para enviar dados do São João ao MP-BA

Flica: Emiliano José lança ‘As comadres estão chegando’

Emiliano José lança terceiro volume de série sobre jornalismo baiano

Marcações:

Política