header1_bg
Pular para o conteúdo
Início » Em turnê internacional, Ilê Aiyê celebra cinquentenário em palcos globais

Em turnê internacional, Ilê Aiyê celebra cinquentenário em palcos globais

banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)

Os Tambores do Brasil Ecoam na África e Europa em Comemoração aos 50 Anos do Bloco Afro Mais Antigo

A força do canto de resistência cinquentenário do bloco Ilê Aiyê vai fazer história bem distante da Bahia nos próximos meses. Os tambores do bloco afro mais antigo do Brasil irão tocar forte no peito de africanos, alemães, portugueses, irlandeses, escoceses, holandeses, ingleses, espanhóis e italianos entre os dias 24 de junho e 31 de julho, quando o mais belo dos belos faz turnê internacional comemorativa aos seus 50 anos pela África e Europa, num total de 14 shows.

Para pedir bênçãos e garantir caminhos abertos do outro lado do Atlântico, a primeira parada é aos pés da Mãe África. Duas apresentações em Marrocos (24 e 28/06), na cidade de Essaouira – localizada na costa sudoeste de Marrocos – abrem a turnê do Ilê Aiyê. Os shows acontecem no tradicional festival de música local, o Gnaoua World Music Festival, e a expectativa é de uma celebração musical embalada pelo clima de reverência ao continente-mãe, fonte de inspiração, onde tudo começou.

“O público de fora é muito receptivo, porque a música é universal. É gratificante ver as pessoas cantando junto com a gente em espaços lotados, nos reconhecendo na rua e nos cumprimentando. É sempre uma experiência muito gratificante, ainda mais nessa turnê, em que o Ilê é o grande aniversariante do ano”, comenta Antônio Carlos Vovô, presidente da entidade.

Depois da África, a parada seguinte é em outro país que tem sua história entrelaçada com a do Brasil: Portugal. O show de música e beleza do negão do Curuzu será no dia 30 de junho, no Festival Pé na Terra, na Vila da Fuseta, em Faro. Trata-se de um evento que acontece há 12 anos e celebra a cultura lusófona em pleno verão europeu. É lá que o Ilê Aiyê vai chegar em seu esplendor para mostrar seu canto alegre e combatente.

Na sequência (04/07), será a vez dos irlandeses treinarem o gingado ao som do samba afro da Band’Aiyê. A apresentação será no icônico clube de música ao vivo de Dublin, o Button Factory, local que já recebeu grandes nomes da música local e internacional.

De lá, o destino é a subversiva Amsterdã (05/07), na Holanda, onde o show do Ilê acontece no Psicotrópicos Festival, evento que consagra a potência da música brasileira na Europa, com atrações que desafiam as disparidades sociais, de gênero e políticas.

Já no dia 6 de julho, a apresentação da pérola negra do Brasil será na apreciada Paris, na França, na famosa casa de shows Pan Piper. No dia seguinte, 7 de julho, será em Berlim que os alemães assistirão ao espetáculo cênico-musical do bloco afro no House of World Cultures, centro nacional para a apresentação e discussão de artes contemporâneas internacionais.

Ainda na Alemanha, no dia 12 de julho, o icônico bloco antirracista é atração no maior festival de samba fora do Brasil, o Festival Internacional de Samba em Coburgo, que atrai cerca de 200.000 visitantes todo ano. Nesta edição, o festival dedica o Prêmio Humano ao presidente do Ilê Aiyê, Antônio Carlos Vovô.

A parada seguinte vai fazer a percussão do Ilê retumbar e estremecer os castelos da Escócia, onde a Band’Aiyê se apresenta no Festival de Carnaval de Edimburgo no dia 14 de julho. De volta a Portugal, no dia 20 de julho, a apresentação será no Mimo Festival, na cidade de Amarante. E no dia 25 de julho, será em Lisboa que o Ilê Aiyê vai contaminar a todos com sua vibração musical única no Clube Oriental de Lisboa.

O famoso centro de arte Barbican Centre, em Londres, é onde o Ilê Aiyê mostra seu show de música, dança e luta social aos britânicos no dia 26 de julho. E no dia seguinte, 27, já na Espanha, o cinquentão é atração dos concertos de música brasileira do Nits de Brasil em Barcelona.

A última parada é na Itália, na cidade portuária de Bari, no sul do país. É lá que acontece o Festambiente Festival, que une música, cinema e exposições num dos festivais italianos mais esperados do verão. Nesse clima de celebração, no dia 31 de julho, o Ilê Aiyê sobe ao palco para revelar como chegou aos 50 anos em pleno vigor, pronto para mais 50 anos de luta pela libertação e empoderamento do povo negro.

ILÊ 50 ANOS PELO MUNDO – TURNÊ 2024

24 JUN – ESSAOUIRA, MARROCOS – GNAOUA FESTIVAL
 
28 JUN – ESSAOUIRA, MARROCOS – GNAOUA FESTIVAL
 
30 JUN – FUSETA, FARO, PORTUGAL – FESTIVAL PÉ NA TERRA
 
04 JUL – DUBLIN, IRLANDA – BUTTON FACTORY
 
05 JUL – AMSTERDÃ, HOLANDA – PSICOTRÓPICO FESTIVAL
 
06 JUL – PARIS, FRANÇA – PAN PIPER
 
07 JUL – BERLIM, ALEMANHA – HOUSE OF WORLD CULTURES
 
12 JUL – COBURGO, ALEMANHA – SAMBA FESTIVAL
 
14 JUL – EDIMBURGO, ESCÓCIA – EDINBURGH JAZZ & BLUES / FESTIVAL CARNIVAL
 
20 JUL – AMARANTE, PORTUGAL – MIMO FESTIVAL
 
25 JUL – LISBOA, PORTUGAL –  CLUBE ORIENTAL DE LISBOA
 
26 JUL – LONDRES, REINO UNIDO – BARBICAN CENTRE
 
27 JUL – BARCELONA, ESPANHA – NITS DE BRASIL / SEU DEL DISTRICTE DE NOU BARRIS
 
31 JUL – BARI, ITÁLIA – FESTAMBIENTE FESTIVAL

 

 

Leia também:

Audiência pública para valorizar a cultura hip-hop na Bahia será realizada na Assembleia 

Marcações:
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)

Política