header1_bg
Pular para o conteúdo
Início » Cineclube Zoinho leva encanto do cinema e a alegria da diversão ao Alto do Cabrito

Cineclube Zoinho leva encanto do cinema e a alegria da diversão ao Alto do Cabrito

banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)

As sessões ocorrem aos sábados e domingos, de 13 de abril a 4 de maio, às 15h, na Leiturateca Ori Aiê

O Cineclube Zoinho está no Alto do Cabrito com uma série de exibições de filmes voltados para o público infantil. Localizado no subúrbio de Salvador, o projeto que é fruto da parceria entre as produtoras de audiovisual baianas Pé de Mangue, Olhos Abertos e a leituroteca Ori Aiê, destaca-se por sua missão de celebrar a diversidade da infância no universo cinematográfico.

O Cineclube Zoinho tem cativado a comunidade, com sessões programadas para os finais de semana de abril e maio de 2024. Com um público-alvo entre 4 e 12 anos, mais de 100 crianças estão previstas para participar das sessões, proporcionando um espaço de aprendizado e reflexão crítica por meio de dinâmicas lúdicas e brincadeiras relacionadas às obras apresentadas.

Leituroteca Ori Aiê

A leituroteca Ori Aiê, localizada no Alto do Cabrito, celebrou seu primeiro ano em julho de 2023. Idealizada pela poeta e assistente social Fabrícia de Jesus, este espaço é uma fonte vital de letramento racial, formação política e expressão cultural na comunidade.

Com um acervo impressionante de mais de 300 obras escritas por autores negros, a leituroteca é um espaço de valorização da literatura periférica e contra-hegemônica. Além disso, oferece aulas preparatórias para o Enem destinadas a jovens negros, bem como atividades de inglês, teatro e oficinas de escrita criativa, proporcionando um ambiente de aquilombamento para a população negra.

Para Fabrícia de Jesus, idealizadora do espaço, a leituroteca adota uma perspectiva afrocentrada para educar por meio da multimodalidade e da sensibilidade, fortalecendo-se diariamente como um centro de cultura e expressão negra. 

“A parceria com o Cineclube Zoinho é um passo significativo para ampliarmos ainda mais nosso compromisso com a diversidade cultural e o empoderamento”, comenta a idealizadora.

O Cineclube tem desempenhado um papel fundamental na difusão audiovisual no espaço educativo. De acordo com Larissa Fulana de Tal e Naira Nanbiwí Soares, coordenadoras e curadoras do projeto, cada encontro durante as sessões possibilitará reflexões sobre realidades, subjetividades e identidades, através de brincadeiras e ludicidades, trazendo temas de grande relevância para as crianças e seus territórios. 

“Estamos emocionadas com a receptividade do Alto do Cabrito. A Leituroteca é um espaço incrível, e esta colaboração nos impulsiona a planejar novas edições do Cineclube Zoinho em outros territórios, fortalecendo a conexão entre cinema, infância e comunidade”, ressalta Naira.

O Cineclube Zoinho nasce da parceria das produtoras de audiovisual Olhos Abertos e Pé de Mangue, viabilizado pelo edital SalCine, com recursos financeiros da Fundação Gregório de Mattos, Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, Prefeitura de Salvador e da Lei Paulo Gustavo, Ministério da Cultura e Governo Federal. O projeto, iniciado este ano, inspira a busca por futuras edições em outros espaços comunitários.

 

 

 

Leia também:

Galerias do MAM-BA passam por requalificação e ficarão fechadas em abril 

Espaço Cultural da Barroquinha recebe o espetáculo “E SE .?” neste fim de semana 

Leo Estakazero abre nova temporada de ensaio para o São João 

Marcações:
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)

Política