Pular para o conteúdo
Início » Jornalista confunde tradicional ‘arrastão’ da quarta de cinzas com ato criminoso

Jornalista confunde tradicional ‘arrastão’ da quarta de cinzas com ato criminoso

banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)

Apresentadora do jornal Em Ponto, Monica Waldvogel confundiu a festa com a prática criminosa de mesmo nome

O Arrastão que acontece sempre na Quarta-Feira de Cinzas, após o Carnaval, com festa e trios elétricos na rua, é um momento esperado pelos baianos como uma despedida da folia. Porém, nem todos entendem o termo: na quarta-feira (14), a apresentadora do jornal Em Ponto, Monica Waldvogel confundiu a festa com a prática criminosa de mesmo nome, que consiste em uma tática de roubo coletivo. As informações são do Correio.

“Infelizmente, teve arrastão por lá [Salvador], né? Tem Carnaval, mas também não tem notícia boa”, disse a apresentadora ao falar com o repórter Filipe Costa, da TV Bahia.

Discretamente o repórter corrigiu  Waldvogel, informando-a que este é um arrastão no bom sentido, numa festa com participação de artistas baianos no circuito Dodô (Barra-Ondina). “Arrastão a gente conhece como coisa ruim, mas aqui, hoje, na Quarta-Feira de Cinzas, é coisa boa”, explicou Filipe.

Leia também: 

Após vitória em Escola de Samba, Lore Improta é recebida no aeroporto com surpresa de fãs

Marcações:
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)