Pular para o conteúdo
Início » Alison dos Santos faz melhor tempo do ano e bate recordista mundial nos 400m com barreiras em Oslo

Alison dos Santos faz melhor tempo do ano e bate recordista mundial nos 400m com barreiras em Oslo

banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)

Atleta brasileiro ultrapassa norueguês Karsten Warholm e lidera ranking da Diamond League

O atleta Alison dos Santos, o Piu, deu mais uma demonstração nesta quinta-feira (30) que é forte candidato ao ouro nos 400m com barreiras em Paris-2024. O brasileiro fez o melhor tempo do ano pela segunda etapa seguida da Diamond League e venceu a prova dos 400 metros com barreiras em 46s63, deixando para trás o favorito e recordista mundial norueguês Karsten Warholm, que competia em casa, em Oslo, e ficou em segundo com 46s70.

Na disputa mais esperada do dia, Warholm saiu na frente e manteve a liderança nos primeiros 200 metros, mas foi surpreendido por Piu na reta final, a poucos metros da linha de chegada, após ter um leve tropeço. O terceiro lugar ficou com Kyron McMaster, das Ilhas Virgens Britânicas, com 48s49.

O resultado colocou o brasileiro em primeiro lugar no ranking da Diamond League na temporada, com 16 pontos. Esta foi a 11ª vez que Piu e Warholm se enfrentaram na pista e somente a segunda vitória de Piu diante do recordista mundial.

As duas vitórias de Piu sobre Warholm foram emblemáticas: a primeira no Mundial de 2022, quando foi ouro e o norueguês chegou apenas em sétimo, na qual voltava de lesão; e a segunda nesta quinta-feira (30) na casa do norueguês pouco menos de dois meses dos Jogos Olímpicos, onde devem se reencontrar na briga pelo ouro.

O brasileiro superou a marca conquistada na etapa inaugural da Diamond League em 2024, realizada em Doha, no início de maio. À época, Piu venceu com folga, e marcou 46s86, a melhor marca da temporada até aquele momento, quinta melhor de sua carreira e 16ª melhor da história.

O resultado também selou a quebra do recorde do meeting que era dele mesmo, de 47s24, alcançado na edição de 2022. Na ocasião, deixou pra trás C.J. Allen, que ficou em segundo com 48s39 e o francês Wilfried Happio, terceiro na prova com 49s10.

Esperança de medalha do Brasil para os Jogos Olímpicos, Piu segue na sua reta final de preparação, após um ano marcado pela lesão no joelho em fevereiro de 2023, e a cirurgia à qual foi submetido. Foram cinco meses afastado das competições até seu retorno às pistas no segundo semestre de 2023. Em 2024, estreou com vitória nos 400m rasos do torneio “Florida Relays” com o tempo de 45s25.

 

Leia também: 

Seleção brasileira feminina de vôlei vence Holanda e mantém invencibilidade na Liga das Nações

CBF mantém convocação de Lucas Paquetá mesmo com acusação em esquema de apostas

Tocha olímpica é acesa na Grécia a 100 dias dos Jogos de Paris-2024

Marcações:
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)