header1_bg
1__BANNER_728x90
BANNER_728x90___APP_ALBA_1_2
BANNER_728x90___APP_ALBA_1_2
BANNER_CAPITAL_728x90___SAO_JOAO_2024
BANNER_728x90___BRT_LAPA
BANNER_728x90___E_LAURO__E_TRABALHO
1__BANNER_728x90
Pular para o conteúdo
Início » Confira os balanços finais do Carnaval de Salvador 2024

Confira os balanços finais do Carnaval de Salvador 2024

banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
banner_portal_noticias__1_Milhao_de_Amigos_osid___1140x130px
2__BANNER_1140x130___CUIDANDO_DE_VOCE (1)

Nos circuitos oficiais (Dodô, Osmar e Batatinha), foram 714 atrações e 1,8 mil horas de música

De acordo com a Empresa Salvador Turismo (Saltur), órgão que coordena de forma geral o Carnaval de Salvador, participaram da folia este ano 1.225 atrações, com cerca de 2,7 mil horas de música. Nos circuitos oficiais (Dodô, Osmar e Batatinha), foram 714 atrações e 1,8 mil horas de música. Os 22 espaços alternativos, que envolveram palcos temáticos e torres eletrônicas, foram 511 atrações e 900 horas de música. 
 
No período de pré-Carnaval (Furdunço, Fuzuê, Melhor Segunda-Feira do Mundo, Pipoco e Circuito Sérgio Bezerra) foram 95 atrações. Ao todo, a Prefeitura contou com apresentações musicais em 22 espaços alternativos, sendo 11 deles apenas no Centro Histórico da Capital e as outras 11 em bairros fora do circuito oficial. Mais de 500 atrações subiram nesses espaços, que teve mais de 900h de música.
 
A Saltur realizou esse ano uma operação com aparato tecnológico que permitiu acompanhar os trios através de GPS instalados em todos eles. Além disso 50 câmeras foram instaladas nos circuitos para fiscalização e controle dos desfiles. A empresa contou com dez postos de operação nos circuitos Dodô e Osmar, além de mais de 150 fiscais e coordenadores de circuitos. Foram fiscalizados e vistoriados 162 equipamentos, entre trios, minitrios, nanotrios e carros de apoio que se revezaram pela cidade nos dias de pré e carnaval oficial.

Turismo

A Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult) informa que o total estimado de 1.073.670 turistas de quinta (8) a terça-feira (13) de Carnaval de Salvador, sendo que, entre sexta e terça, foram 891.246 turistas na cidade. A taxa de ocupação hoteleira no período foi de 89%, sendo 11% superior em comparação a 2023, que foi de 80%.
 
Já a Rodoviária registrou 3.007 chegadas de ônibus e 102.717 passageiros desembarcados. O Aeroporto recebeu 456 pousos com 65.576 passageiros desembarcados, índice de 15,7% e 6,1% superior a 2023, respectivamente. O Porto de Salvador recebeu três cruzeiros marítimos, com 11.960 passageiros.
 

Saúde

Os módulos Fique Sabendo registraram aumento de mais de 25% nas testagens em comparação com o Carnaval de 2023. Foram contabilizados 1.456 usuários do serviço, sendo 771 do sexo masculino e 685 do sexo feminino; 5.824 testes para ISTs com 30 casos positivos para HIV, 208 reagentes de sífilis e 14 casos de hepatite. Dentre os 208 positivados para sífilis, 60 aceitaram iniciar o tratamento com a aplicação de penicilina.
 
A distribuição de preservativos no Carnaval 2024 alcançou um aumento de 115% em comparação ao ano anterior, sendo entregues mais de 770 mil unidades. Este ano, além da oferta em Módulos da Saúde, parcerias realizadas com ONGS, hotéis, Táxis e Ministério da Saúde fortaleceram o serviço, distribuindo o contraceptivo para os usuários dos serviços.
 
As equipes de saúde prestaram mais de 270 atendimentos aos catadores de materiais recicláveis no Catafolia, em parceria com a Sempre. A ação contou com serviços de avaliação clínica, aferição de pressão arterial e glicemia, além da realização de procedimentos curativos e prescrição de medicamentos. Foram feitos ainda 139 testes para ISTs, além de distribuição de protetor solar.
 
No serviço Salvador Acolhe, as equipes de saúde prestaram atendimento clínico a mais de 330 pessoas, além de 1,4 mil procedimentos odontológicos em 458 crianças, nos cinco dias oficiais da folia.
 
O serviço de saúde mental inédito oferecido pela SMS na folia de 2024 acolheu e prestou assistência especializada a mais de 300 foliões entre sexta-feira (9) e terça-feira (13). Desse total, apenas 9% (28) necessitaram de transferências. O perfil de usuários foi caracterizado por adultos (88%), predominantemente do sexo feminino (66%). Com relação aos tipos de casos, a maioria envolveu transtornos ansiosos (67%), consumo de álcool e outras drogas (35%) e transtornos psicóticos (4%).
 
Seis equipes realizaram 301 atendimentos bucomaxilofaciais nos três principais circuitos da folia. A maioria dos casos foi registrado na região da Barra/Ondina, sendo as fraturas de nariz, mandíbula e do complexo zigomático as principais demandas de atendimento.
 
O Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) prestou assistência a 21 mil profissionais temporários nos seis dias de folia. Além disso, inspecionou 39 blocos; 13 foram notificados por irregularidades no fornecimento de águas e alimentos. As equipes realizaram busca ativa para orientar sobre condições seguras de trabalho, higiene e alimentação. Através do Cerest, 23 crianças foram retiradas de situação de trabalho infantil para serem encaminhados aos cuidados da Sempre. Em relação aos acidentes de trabalho durante a folia, o Cerest investigou 87 ocorrências envolvendo traumas, ferimentos e queimaduras, entre outros.
 
A Vigilância Sanitária realizou mais de 14,3 mil ações de fiscalização e inspeção, reforçando todo trabalho educativo com os vários setores da folia como camarotes, baianas de acarajé, fábricas de gelo e barraqueiros. A maior parte das vistorias foi em comércios informais (12.078), seguida por camarotes (1.489) e comércios formais. Além disso, carros de apoio (194) e trios (26) também foram inspecionados.
 
A Vigilância em Saúde Ambiental (Visamb), que monitorou a qualidade da água nos circuitos oficiais, realizou 203 coletas, totalizando 1.218 análises de parâmetros de potabilidade da água consumida no Carnaval. Apenas três estabelecimentos foram notificados para correção dos padrões, e não houve interdições. 
 

Trânsito

A Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador) não registrou acidentes com vítimas fatais nos seis dias oficiais de Carnaval deste ano. No mesmo período, houve 58 acidentes com vítimas feridas.
 
Em relação às autuações, houve uma redução de cerca de 19% na quantidade de condutores notificados por infração de trânsito. Este ano, agentes flagraram 18.449 atos infracionais, contra 22.711 na festa do ano passado. 
 
Nos seis dias de festa, 2.587 condutores foram abordados durante a Operação Respeite a Vida. Desse total, 250 foram flagrados dirigindo após ingerir bebida alcoólica. Quarenta e oito veículos precisaram ser recolhidos. 
 
As equipes da Gerência de Educação para o Trânsito da Transalvador abordaram 4.580 motoristas profissionais. Condutores de ônibus, taxistas, mototaxistas, motoristas por app e aqueles a serviço da Prefeitura de Salvador passaram por teste no etilômetro (bafômetro). Em nenhuma situação foi detectado consumo de álcool. 
 
Mais de 60 mil condutores deixaram seus veículos numa das 2,8 mil vagas de zona azul regulamentadas pela Superintendência em vias próximas aos circuitos. 
 
A Transalvador registrou cerca de 230 mil passagens de veículos pelos portais de acesso às zonas de restrição de circulação durante o Carnaval 2024. Ainda neste período, foram registrados 6.795 acessos às faixas exclusivas de ônibus.
 

Transporte

De acordo com a Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob), em todos os dias de festa, mais de 2,1 milhões de pessoas utilizaram o transporte coletivo por ônibus, táxis, mototáxis e ascensores. Mais de 1,9 milhões de passageiros foram transportados nos ônibus, sendo mais de 1,8 milhões nas linhas que operam no entorno do circuito e pouco mais de 130 mil pessoas no Expresso Salvador. O serviço exclusivo que leva os foliões aos circuitos partindo dos principais shoppings da cidade, teve um aumento de 16% na demanda de passageiros se comparado com o Carnaval de 2023.   
 
A linha Lapa – Calabar foi responsável por transportar 512 mil pessoas e realizou 15 mil viagens. O número de passageiros foi 6% maior do que o registrado no Carnaval de 2023. Ocorreram 44 atos de vandalismo em ônibus coletivos, 8% a menos em comparação com a folia de 2023. 
 
Nos ascensores, o Elevador Lacerda transportou quase 100 mil passageiros e mais de 19 mil utilizaram o Plano Inclinado Liberdade-Calçada. Os táxis e mototáxis foram responsáveis por transportar mais de 57 mil pessoas. 
 
Foram realizadas blitze de combate ao transporte clandestino de passageiros nos circuitos. Ao todo, 242 veículos foram abordados dos quais 66 foram removidos ao pátio.
 

Mulher, Infância e Juventude

A Secretaria de Políticas para Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ) registrou um aumento de 28% no número de acolhimentos de crianças e adolescentes durante o Carnaval 2024. Até a madrugada desta quarta-feira (14), foram 470 acolhimentos, contra 367 no mesmo período do ano passado.
 
Também houve crescimento na quantidade de mulheres que procuraram os postos avançados dos Centros de Referência de Atendimento às Mulheres (Cram), Ao todo 2.361 mulheres buscaram por informações, um aumento de 39%, e durante os dias de folia tivemos 244 registros de ocorrência, sendo 96% por importunação sexual e em comparação ao ano anterior tivemos uma redução de 11% nas ocorrências de violência.
 

Assistência social

A Secretaria Municipal de Promoção Social, Combate à Pobreza, Esporte e Lazer (Sempre), através da campanha de combate ao trabalho infantil “Criança Não é Mão de Obra”, realizou na terça-feira (13) 1.637 abordagens, com 33 cadastros realizados e 16 casos de vulnerabilidade identificados. Além disso, duas crianças/adolescentes foram flagradas em situação de trabalho infantil, um encaminhado realizado para o Salvador Acolhe e 18 encaminhamentos para serviços diversos da rede de assistência municipal.  
 
Em todos os dias de festa, foram 6.443 pessoas abordadas, com 689 cadastros realizados, 386 casos de vulnerabilidade, 154 crianças e adolescentes em situação de trabalho infantil, 167 encaminhamentos para o Salvador Acolhe e 206 encaminhamentos diversos. 
 
Já o Serviço Especializado em Abordagem Social da pasta realizou 143 abordagens, com quatro acolhimentos e nove encaminhamentos diversos realizados. Em todos os dias de folia, foram 1.782 abordagens, com 464 cadastros realizados, quatro crianças e adolescentes flagrados em situação de trabalho infantil, 42 encaminhamentos diversos e 27 acolhimentos realizados.
 
O serviço Catafolia, de assistência aos catadores de recicláveis que atuaram na festa, atendeu 678 trabalhadores, com o oferecimento de 3.123 refeições, 43 abordagens e 30 cadastros realizados, quatro encaminhamentos diversos efetuados e quatro acolhimentos realizados. Nos seis dias de festa, foram 1.017 trabalhadores assistidos, quase 17 mil refeições fornecidas, 724 abordagens e 660 cadastros realizados, nove crianças e adolescentes flagradas em situação de trabalho infantil, 815 encaminhamentos diversos e 11 acolhimentos realizados. 
 
Os Camarotes Acessíveis em Ondina (Circuito Dodô), Campo Grande e Piedade (Circuto Osmar) atenderam juntos 538 pessoas, entre idosos, pessoas com deficiência e acompanhantes, na terça-feira (13). Nos cinco dias de funcionamento, 2.401 pessoas utilizaram os três espaços.
 

Comércio e poluição sonora

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano (Sedur) registrou uma grande redução de apreensão de itens irregulares no Carnaval de 2024. Nos sete dias de folia, o órgão apreendeu 11.818 peças de publicidade irregular, como copos, viseiras e blimps. Já em 2023, esse número chegou a 34.040. Em relação às bebidas, esse ano foram contabilizadas 7.878 apreensões – em 2023, foram 35.840 apreensões, dentre cervejas, refrigerantes, águas e bebidas destiladas que não estavam relacionadas aos patrocinadores oficiais do Carnaval e também armazenadas em garrafas de vidro. 
 
Durante todos os dias da festa, o órgão realizou também 1.192 vistorias nos circuitos oficiais do Carnaval (Dodô, Osmar, Batatinha e nos bairros) em atividades, balcões, bares, praticáveis, camarotes marquises, palcos, depósitos e em estabelecimentos comerciais. Além disso, foram emitidas 212 notificações para evitar uso de serpentinas, atividade comercial sem licença e venda proibida de bebidas em garrafas de vidro. 
 
Foram feitas 167 vistorias em camarotes, resultando em 75 notificações. Ao todo, foram realizados 491 monitoramentos sonoros em trios e palcos e 11 atividades sonoras encerradas.
 

Comunicação

A Secretaria Municipal de Comunicação (Secom) produziu mais de 360 publicações para a imprensa, entre matérias e galerias de fotos, com mais de 6 mil fotos produzidas. Nas redes sociais @prefsalvador e @salvadormeucarnaval, foram realizadas 192 postagens, com 15 milhões de pessoas alcançadas nas redes sociais e mais de 600 mil interações. Foram credenciados mais de 3 mil profissionais de imprensa de veículos locais, nacionais e internacionais. 
 

Comércio ambulante

Os 560 fiscais da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop) retiraram do circuito, durante os seis dias de folia, 11.121 itens irregulares, dentre eles mais de 2,2 mil espetos de queijo e churrasco, 32 facas, 315 garrafas de vidro e 7.638 bebidas diversas em desacordo com a legislação. Os pontos positivos para o Carnaval de Salvador 2024 são a nova estrutura passarela na Barra para atuação de 300 ambulantes, capacitação para os trabalhadores cadastrados e agentes de fiscalização, além de isenção da taxa de pagamento de licenciamento.
 

Guarda Municipal

A Guarda Civil Municipal (GCM) contabilizou ao longo de todo o Carnaval 26 ocorrências, o que representou uma redução de 39,5%, em relação ao ano passado, quando foram computados 43 registros. O Circuito Dodô (Barra) obteve o maior quantitativo com 12 registros, seguido do circuito Osmar (Campo Grande) com 11 e Batatinha (Pelourinho) com apenas três. 
 
Foram registrados ainda 819 atendimentos, um crescimento de 17,7% em relação ao mesmo período do ano anterior, 876 patrulhamentos preventivos, além de 291 abordagens e 522 apoios aos diversos órgãos que atuaram na folia.
 
Mais de 17 mil crianças foram identificadas nos três circuitos do carnaval deste ano, um aumento de 24,7% em comparação ao último carnaval. Foram realizados, ainda, mais de 1.100 ações de prevenção à violência, com apoio de 97 veículos, dez elevados, 13 bases avançadas e 157 câmeras de segurança distribuídas nos circuitos e monitoradas pelo nosso Centro Integrado de Inteligência, Comando e Videomonitoramento (Cicomv). 
 
Foram contabilizados 163 documentos recuperados pela Guarda; em 2023 foram 253.   
 

Iluminação

Na terça-feira (13) do Carnaval Salvador Capital Afro, não houve ocorrências de apagões e situações de risco. A Diretoria de Serviços de Iluminação Pública (Dsip), vinculada à Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), registrou seis ocorrências de manutenção, sendo quatro no Circuito Dodô e duas no Circuito Osmar. Todos os serviços foram executados de forma imediata, garantindo a luminosidade das vias. Nas imediações do Porto da Barra, as equipes identificaram dois postes tombados e o problema foi solucionado imediatamente.
 
Nos seis dias oficiais de festa, a Dsip/Semop registrou 199 ocorrências de manutenção, nos circuitos Dodô, Osmar e Batatinha, no Pelourinho. No total, instalados mais de 5,5 mil projetores em LED nos circuitos e entornos. Foram registrados dez registros de falta de energia, quatro ocorrências de situações de risco e três postes danificados em vias de entorno dos circuitos. Os problemas foram solucionados de imediato.
 

Salvamento marítimo

Na terça-feira (13), a Coordenadoria de Salvamento Marítimo de Salvador (Salvamar), vinculada à Semop, realizou mais de 3 mil ações de prevenção nas praias do Circuito Dodô (Barra/Ondina). Foram cinco resgates e afogamentos não fatais e seis ações do SOS Praia. Nenhuma morte foi registrada.
 

Consumidor

A Diretoria de Ações de Proteção e Defesa do Consumidor (Codecon), vinculada à Semop, identificou 166 estabelecimentos irregulares e reduziu a quantidade de notificações emitidas em 69.32% em comparação ao ano anterior, quando foram emitidas 541 notificações. As autuações também foram reduzidas; neste ano, apenas três estabelecimentos receberam sanção por motivos graves ou recorrentes, enquanto no ano anterior, 13 foram autuados. As irregularidades foram corrigidas em até 24 horas, e os estabelecimentos autuados poderão pagar multas que variam entre R$900 e R$9 milhões, além de correrem o risco de serem interditados em caso de novos registros das mesmas infrações.
 
O Balcão externo da Codecon, localizado mais próximo do Circuito Dodô (Barra/Ondina), recebeu 312 consumidores para orientações sobre a relação de consumo. As infrações mais comuns foram a falta de informações, como datas de validade ou preços, a ausência de placas antifumo em locais fechados, e condições inadequadas de higiene e armazenamento. As autuações foram emitidas devido à falta de acessibilidade em camarotes e à venda de produtos fora do prazo de validade. 
 

Limpeza

No sexto dia de Carnaval (13), a Limpurb coletou aproximadamente 45,2 toneladas de resíduos do Circuito Dodô, até as 10h. No Circuito Osmar o quantitativo coletado foi cerca de 44,8 toneladas, enquanto que no Circuito Batatinha foram recolhidas em torno de 15,7 toneladas. O quantitativo total de resíduos coletados nos três circuitos foi de 105,7 toneladas.
 
A ação do “Plástico é Vida, Reciclando na avenida” coletou aproximadamente 4,4 toneladas de resíduos plásticos no Circuito Dodô. As oito Centrais de Apoio ao Catador coletaram um quantitativo aproximado de 28 toneladas. Nos cinco dias de carnaval, já foram coletadas 135,5 toneladas.
 

Ouvidoria

A Ouvidoria Geral do Município (OGM) contabilizou nos seis dias de Carnaval quase 26 mil registros, entre o atendimento da equipe volante nos circuitos, balcões fixos no Campo Grande, Barra, Elevador Lacerda e no Fala Folião 156. Do total, 56% foram elogios, 25% foram informações/orientações, 2% de sugestões, 3,9% solicitações de serviço e 13% reclamações ou críticas.
 
A Ouvidoria esteve com o teleatendimento 24 horas através do Fala Folião 156, além de um efetivo de 45 colaboradores nas ruas, com antecedência de uma hora antes das atrações, percorrendo todos os circuitos, incluindo o Carnaval dos Bairros. Nos seis dias de festa, foram computados 12 mil registros. 
 

Manutenção

A Secretaria Municipal de Manutenção (Seman) realizou, durante os seis dias de folia e pré-Carnaval, cinco ocorrências com árvores, limpeza de 7.166 metros de calhas e valetas e 4.656 de caixas de sarjeta, desobstrução de 19.096 metros de rede de drenagem, 201 substituições de grelhas, aplicação de 7.844 toneladas de asfalto para Operação Tapa Buracos, manutenção de 1.272 m² de manutenção de passeios, 1.237 podas de vegetais e 19 remoção de galhos caídos.
 
 

Leia também:

Marcações:

Política