Em carta aberta, empresários e engenheiros propõem retomada da construção civil em Salvador

Grupo diz ter formas para "tocar atividade" sem risco de contaminação por Covid-19

Por Osvaldo Lyra e Vinícius Rebouças
13/05/2020 às 22h10
  • Compartilhe
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

As medidas de isolamento impostas para prevenir o contágio do novo coronavírus pararam a construção civil em Salvador em relação às obras de pequeno e médio porte. O decreto do prefeito ACM Neto (DEM) que suspende a atividade vence na próxima semana e, para evitar que aconteça a prorrogação da medida, os empresários do setor divulgaram, nesta quarta-feira (13), uma carta aberta para propor ao prefeito uma via diferenciada ao ramo.

"Temos formas de tocarmos nossa atividade sem riscos. Por isso, decidimos fazer essa carta aberta direcionada ao prefeito para propor uma via de retomada das atividades, de forma consciente", explicou ao Portal M! o empresário Leonardo Magalhães.

Segundo o construtor, cerca de 20 engenheiros e empresários da construção apoiam a iniciativa. "Estamos há cerca de um mês e meio sem obras comerciais ou residenciais, além das obras para lojistas. Tem muita gente que conta com esse dinheiro da construção civil porque o dos auxílios não ajuda tanto", frisou.

Entre as proposições para retomada segura das atividades descritas na carta estão o básico na prevenção da pandemia, que é uso de máscaras e álcool gel, ao mais específico da profissão como limite de um funcionário a cada 18m² de obra - o dobro do número de clientes permitido atualmente em supermercados - além da fixação de avisos nas obras, com as recomendações e cuidados no combate ao vírus.