81 toneladas de materiais recicláveis já foram recolhidas nos três circuitos do Carnaval, diz presidente da Limpurb

Carnaval de Salvador já recolheu 50% a mais de materiais recicláveis do que a folia de 2023

Por Letícia Belém
12/02/2024 às 21h33
  • Compartilhe
Foto: Dante Boaventura/Portal M!
Foto: Dante Boaventura/Portal M!

O Carnaval de Salvador já recolheu 50% a mais de materiais recicláveis do que o Carnaval passado, o que mostra um aumento na movimentação de turistas e foliões na cidade, afirmou o presidente da Limpurb, Omar Gordilho, que prestigiou o Camarote Brahma na noite desta segunda-feira (12), no Circuito Dodô (Barra-Ondina).

De acordo com ele, já foram recolhidas 81 toneladas de material reciclável até desta seguda, pelos cerca de 1.300 catadores cadastrados pela prefeitura que estão trabalhando. Ele espera que, entre a segunda à noite e a terça-feira, eles atinjam um recorde de recolhimento de resíduos sólidos retirados dos circuitos, o que é o objetivo da Limpurb.

"Nós somos um destaque, ninguém conseguiu atingir esse número até agora. A quantidade de material que retiramos dos circuitos já é a maior dentre todas as capitais brasileiras que estão realizando carnaval", afirmou, ressaltando que os catadores e os agentes de limpeza trabalham com eficiência, mas também com muita alegria e se divertem mesmo trabalhando.

Segundo ele, a partir de 3h da manhã, os cerca de três mil agentes de limpeza começam a retirada de todo o lixo dos circuitos com a ajuda de 218 equipamentos, e trabalham durante toda a madrugada para entregar os três circuitos limpos às 7h30 da manhã, antes de se iniciar o próximo dia de Carnaval.

"Eles mantém toda a manutenção durante o dia e à noite, quando tem um maior número de pessoas nas ruas, nós tentamos fazer um trabalho de redução de danos com a retirada dos grandes resíduos com os agentes perfilados. Nós fazemos um verdadeiro arrastão nos percursos com carro pipa, carro compactador, caminhão e toda a equipe vindo fazendo a limpeza para entregar no final o circuito completamente limpo", explicou.

Gordilho ressaltou ainda que existem oito centrais de apoio aos catadores, organizados em 14 cooperativas de material reciclável, apoiados 100% pela prefeitura e pela Ambev. "Isso faz parte de nossa política de valorização dos catadores e das cooperativas de material reciclável", contou.

Ao todo, a Limpurb disponibilizou 3.300 sanitários químicos, sendo 90 climatizados e com água, luz e ar condicionado para melhor atender o folião. Segundo ele, o objetivo da prefeitura é de entregar o máximo possível de conforto para os foliões.

Confira a entrevista completa:

Leia também:

Tubo de gás carbônico explode em trio de Ivete; ao menos duas pessoas ficaram feridas

Tapete branco do Gandhy encanta o Circuito Barra-Ondina

Sem pistolas d'água, Muquiranas levam irreverência ao circuito Osmar