G20 vai injetar US$ 5 trilhões para conter impactos do novo coronavírus

Países do grupo também se comprometeram a adotar medidas necessárias na área da saúde. Presidente brasileiro participou da reunião

Por Redação
26/03/2020 às 16h34
  • Compartilhe
Foto: Marcos Correa/Presidência da República
Foto: Marcos Correa/Presidência da República

Reunidos por videoconferência, nesta quinta-feira (26), os líderes do G20 anunciaram que estes países pretendem injetar US$ 5 trilhões para atenuar os impactos sociais e econômicos da pandemia de Covid-19. O valor corresponde a aproximadamente quatro vezes o PIB brasileiro. A reunião foi organizada pela Arábia Saudita, que está na presidência rotativa do grupo dos 20 países mais ricos do mundo, e teve a participação do presidente Jair Bolsonaro.

 "Estamos adotando medidas imediatas e vigorosas para apoiar nossas economias; proteger trabalhadores, empresas - especialmente micro, pequenas e médias empresas - e os setores mais afetados; e amparar os vulneráveis por meio de uma proteção social adequada", diz o comunicado da entidade. Entre outras ações, os países do G20 vão acompanhar os riscos de dívida em países de baixa renda devido à pandemia e pedir que seus ministros de Finanças e os bancos centrais trabalhem com as organizações internacionais para fornecer a assistência financeira internacional apropriada. 

Os países do G20 se comprometeram também a adotar todas as medidas de saúde necessárias, trocar informações e garantir o financiamento de combate à pandemia e proteção às pessoas. "Expandiremos a capacidade de fabricação para atender às crescentes necessidades de suprimentos médicos e garantir que eles estejam amplamente disponíveis o mais rápido possível, a um preço acessível, de forma equitativa, onde são mais necessários", afirmou o G20, em nota divulgada após o evento.