Criança indígena de SP é primeira a ser vacinada no Brasil contra a Covid-19

O imunizante da Pfizer recebeu autorização da Agência Nacional de Vigilância de Saúde (Anvisa), em 16 de dezembro, para ser aplicado no público infantil

Por Redação
14/01/2022 às 13h10
  • Compartilhe
Foto:  Reprodução/CNN Brasil
Foto: Reprodução/CNN Brasil

A primeira criança a ser vacina contra a Covid-19 no Brasil foi Davi Seremramiwe, de 8 anos. O garoto indígena é natural de Mato Grosso, mas vive em São Paulo para realizar tratamento de saúde. Ele foi imunizado no Hospital das Clínicas de São Paulo (HCFMUSP).

O imunizante da Pfizer recebeu autorização da Agência Nacional de Vigilância de Saúde (Anvisa), em 16 de dezembro, para ser aplicado em crianças de 5 a 11 anos no Brasil. Até o momento, a vacina da farmacêutica norte-americana é a única liberada pela autoridade sanitária para ser aplicada nesta faixa etária.

A primeira remessa de doses da vacina infantil da Pfizer contra a Covid-19 chegou ao Brasil na madrugada desta quinta-feira (13). No lote, vieram 1,2 milhão de vacinas destinadas ao governo brasileiro para distribuição aos estados e municípios, seguindo o critério populacional.

Ao todo, o Brasil deve receber 4,3 milhões de doses em janeiro. Para fevereiro, a expectativa é que a Pfizer entregue mais 7,2 milhões de doses e, em março, mais 8,4 milhões de imunizantes. O esquema vacinal para crianças é composto por duas doses com intervalo de oito semanas.

No estado de São Paulo a expectativa é de vacinar 4,3 milhões de crianças no período de três semanas.

 

*Com informações da CNN Brasil