Datena vai recorrer no processo em que foi condenado a pagar R$ 5 mil

Apresentador alega que não ofendeu PM e disse apenas que "o cara não tem o equilíbrio necessário para usar uma farda da Polícia Militar"

Por Redação
21/07/2021 às 23h20
  • Compartilhe
Foto: reprodução
Foto: reprodução

Nesta quarta-feira (21),  o apresentador José Luiz Datena comentou no programa "Brasil Urgente" a decisão da Justiça de São Paulo, que determina que ele pague indenização de R$ 5 mil por danos morais a um policial militar. Ele afirmou que ainda vai recorrer e lamentou a decisão: "Fui condenado por defender um colega meu e assim farei até a morte".

"Eu não fui condenado a indenizar a Polícia Militar por ofensa coisa nenhuma. Eu disse que o cara não tem o equilíbrio necessário para usar uma farda da Polícia Militar. E eu continuo achando isso, e é por isso que nós vamos recorrer", disse Datena ao vivo.

"Como cabe recurso, eu tenho direito a recurso. Eu fui condenado porque, quando a gente foi fazer um acidente, e a gente colabora pra caramba com o Corpo de Bombeiros, veio um cidadão e empurrou o nosso cinegrafista ostensivamente. [...]. Empurrou ostensivamente o nosso cinegrafista com o argumento de que ele não podia ficar local, que era perigoso ", completa.

O caso aconteceu em agosto do ano passado, quando a equipe do "Brasil Urgente" cobria um acidente no centro de São Paulo.

Rogério Gentile apurou que o policial militar disse à Justiça que teve de falar energicamente com o cinegrafista da Band, que insistia em permanecer na chamada "zona quente", próximo a um veículo tombado, que corria o risco de explodir.

 

* Com informações do Portal UOL.