Bolsonaro diz que Queiroga vai desobrigar uso de máscara para imunizados, mas ministro relativiza

"Para isso, precisamos vacinar a população brasileira e avançar", ponderou o titular da Saúde

Por Redação
10/06/2021 às 20h30
  • Compartilhe
Foto: Agência Brasil
Foto: Agência Brasil

Nesta quinta-feira (10), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou que o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, vai publicar um parecer para desobrigar o uso de máscara por aqueles que já foram vacinados ou contraíram a Covid-19 e se recuperaram, contrariando as recomendações de autoridades sanitárias do mundo todo.

Após o anúncio do presidente, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, relativizou a situação em uma breve entrevista coletiva em frente à sede do órgão. Ele explicou que é preciso que a vacinação avance no Brasil para que o plano seja colocado em prática.

Perguntado sobre quando essa medida passará a valer, Queiroga respondeu: "Queremos que seja o mais rápido possível". E emendou: "Para isso, precisamos vacinar a população brasileira e avançar".

Apesar de dizer que a medida está "em estudo", diferente do que Bolsonaro anunciou mais cedo, Queiroga negou que esteja sofrendo pressão do presidente neste tema. "O presidente não me pressiona. Eu sou ministro dele, nós trabalhamos em sintonia", garantiu.

Israel e, mais recentemente, os Estados Unidos são alguns dos países em que vacinados também não são obrigados a usar máscara. A diferença é que, nestes lugares, a campanha de imunização contra a Covid-19 está muito mais avançada.

Segundo balanço do Our World in Data, em Israel, 59,4% da população já recebeu as duas doses da vacina; já nos Estados Unidos, o índice chega a 42,15%.

Já no Brasil, apenas 11,06% das pessoas estão completamente imunizadas.

Especialistas defendem que mesmo quem já foi vacinado contra a Covid-19 ou quem já contraiu a doença deve continuar usando máscara de proteção. O uso do equipamento só deve ser dispensado quando uma grande parcela da população já tiver sido vacinada. 


* Com informações  do  Portal UOL.