Depois de dois anos, Vale é condenada a pagar R$ 1 milhão por trabalhador morto em Brumadinho

O rompimento da barragem ocorreu em 25 de janeiro de 2019 e provocou a morte de 270 pessoas

Por Redação
10/06/2021 às 17h38
  • Compartilhe
Foto: Reuters
Foto: Reuters

A mineradora Vale foi condenada a pagar R$ 1 milhão em danos morais por trabalhador morto no rompimento da barragem da empresa em Brumadinho, em Minas Gerais. A informação foi divulgada pelo jornal Folha de S. Paulo

A sentença é da 5ª Vara da Justiça do Trabalho em Betim, sede da comarca e abrange os 131 funcionários diretos da mineradora que morreram na tragédia, segundo o Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Extração de Ferro e Metais Básicos de Brumadinho e Região (Metabase-Brumadinho), autor da ação. A decisão cabe recurso. A Vale informou que vai analisar a decisão.

O rompimento da barragem ocorreu em 25 de janeiro de 2019 e provocou a morte de 270 pessoas, entre trabalhadores da empresa, terceirizados, o proprietário de uma pousada e hóspedes. Dez corpos ainda não foram localizados.

O valor de R$ 1 milhão por trabalhador morto, conforme a decisão judicial, proferida pela juíza Vivianne Célia, deverá ser pago a herdeiros e espólios das vítimas.