Universitária acusa produtores do BBB de assédio sexual após pedido de nudes

Aline Vargas, de 35 anos, registrou boletim de ocorrência em Belo Horizonte/MG

Por Redação
10/06/2021 às 13h51
  • Compartilhe
Foto: Reprodução/Instagram
Foto: Reprodução/Instagram

A estudante de odontologia, Aline Vargas, de 35 anos, abriu um boletim de ocorrência contra um produtor do Big Brother Brasil (BBB), por assédio sexual, na Delegacia da Mulher, de Belo Horizonte.

Aline alega que, em janeiro deste ano, durante o processo para entrar na casa do "BBB 22", o produtor do programa pediu fotos nuas como condição para avançar para a próxima fase da seletiva. A mineira já havia tentado participar do "BBB 21", mas não conseguiu uma vaga.

A queixa foi dada no dia 23 de maio e o inquérito instaurado pela Polícia Civil de Minas Gerais, que apura o envolvimento de um segundo produtor no caso.

Segundo o boletim de ocorrência, "o autor disse que deveriam ter mais fotos sensuais. 'Gostosa de biquíni'. A vítima disse que não teria fotos de biquíni. O autor então pediu fotos nuas: 'Me envia uma foto pelada'. A vítima desviou o assunto, porém ele insistiu para que ela enviasse uma foto 'pelada e sexy'. Que a vítima com medo de perder a oportunidade, tentou responder de forma a dissuadi-lo daquela ideia. (...) O autor enviou a seguinte mensagem para a vítima: 'Bom dia, você tem poucas chances, você é casada, não é um perfil que agrada, boa sorte'".

Procurada, a TV Globo informou, por meio da nota, que o funcionário acusado por Aline não trabalha mais na empresa. O acusado de assédio sexual por Aline tinha mais de 37 anos de Globo.

"Aproveitamos para reiterar que temos um Código de Ética, que deve ser seguido por todos nossos colaboradores, e uma ouvidoria pronta para receber quaisquer relatos de violação ao Código. Todo relato é apurado criteriosamente assim que a empresa toma conhecimento e as medidas necessárias são adotadas", afirmou a Vênus Platinada.

*As informações são do UOL.