Presidente da ABRE-BA comemora ajuda ao setor de entretenimento e cobra retorno das atividades 

Clinio Bastos espera, agora, a criação de critérios para a realização de eventos na Bahia

Por Francisco Artur e Osvaldo Lyra
04/05/2021 às 15h45
  • Compartilhe
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A sanção da lei federal de socorro ao setor de entretenimento foi comemorada pelo presidente da Associação Brasileira de Entretenimento - Bahia (ABRE-BA), Clínio Bastos. Ele destacou que a aprovação da medida fortalecerá o setor, já que a lei vai permitir que as empresas de eventos renegociem tributos e tenham acesso às linhas de crédito.

"Vimos como uma vitória para a área de entretenimento, pois é o reconhecimento de que fomos afetados pela pandemia e precisamos de apoio. Dito isso, precisamos agora que a Câmara estabeleça critérios para o retorno às atividades, seja do turismo, como em todas as outras áreas do entretenimento", comentou Clínio.

Aprovada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, na última segunda-feira (3), a medida de socorro ao setor de eventos prevê, entre outros pontos, a possibilidade de renegociação de dívidas, tributárias ou não; descontos de até 70%; e prazo de até 145 meses para quitação. (Saiba mais)

Além das compensações tributárias, a medida aprovada no Parlamento vai permitir que empresas do setor usem recursos do Fundo Garantidor para Investimentos na concessão de garantia a empréstimos concedidos pelo setor bancário.

Para financiamentos tomados no âmbito do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte, 20% do total disponível serão destinados a empresas do setor de eventos e hotelaria.

As entidades representativas do setor de eventos se uniram para buscar  a libaração para o funcionamento das atividades, ,mediante a adoção de protocolos de segurança. Fazem parte do grupo a Associação Brasileira de Promotores da Eventos (ABRAPE), Associação Brasileira de Empresas de Eventos (ABEOC/Ba), Associação De Profissionais de Evento (APE-BA), Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculo de Diversões do Estado da Bahia (Sated/Ba) e  a Associação Baiana de Produtores de Eventos (ABAPE).