Conselho de Ética arquiva ações contra filho do presidente por falas sobre AI-5

Foram 12 votos pelo arquivamento e 5 pela continuidade

Por Redação
08/04/2021 às 14h56
  • Compartilhe
Foto: Agência Brasil
Foto: Agência Brasil

O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara dos Deputados decidiu arquivar, nesta quinta-feira (8), o processo movido por Rede, PSOL, PT e PCdoB contra o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) por declaração a favor de um "novo AI-5".

O processo foi movido após Eduardo Bolsonaro sugerir, durante uma entrevista ao canal do YouTube da jornalista Leda Nagle, a adoção de um novo AI-5 -instrumento que, em 1968, endureceu o regime militar, permitindo o fechamento do Congresso Nacional, entre outras medidas.

Na decisão de hoje, foram 12 votos pelo arquivamento e 5 pela continuidade.