Pesquisa do Datafolha aponta que maioria da população é contrária ao voto obrigatório

56% dos entrevistados rejeitam atual modelo de votação

Por Redação
27/12/2020 às 11h38
  • Compartilhe
Foto: Fábio Pozzebom/Agência Brasil
Foto: Fábio Pozzebom/Agência Brasil

Um levantamento divulgado pelo Instituto Datafolha, neste domingo (27), apontou que 56% dos brasileiros são contrários à obrigação de comparecer às urnas, modelo atualmente em vigor no país.

Ao todo, foram ouvidas 2.016 brasileiros adultos que possuem telefone celular de todas as regiões brasileiras. A medida foi tomada para evitar a infecção por Covid-19. A margem de erro na pesquisa, feita de 8 a 10 de dezembro, é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

Ainda no levantamento, 41% disseram ser favoráveis a esse dever. Não soube responder 1% dos entrevistados, e outro 1% se disse indiferente a respeito.

A taxa de rejeição à obrigatoriedade do voto é inferior ao pico registrado na pesquisa anterior do instituto, de 2015, quando atingiu 66%. Em levantamentos feitos ao longo de 2014, ano eleitoral, os eleitores contrários também eram maioria. Já em maio de 2010, os blocos contrários e favoráveis ao voto obrigatório estavam empatados, com 48% cada.

O debate sobre a obrigatoriedade do voto no país voltou à arena política agora devido à pandemia do novo coronavírus, que afastou das urnas eleitores receosos com o comparecimento, e por causa dos elevados índices de abstenção nas eleições municipais de novembro.

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, disse, em entrevista no início do mês, que o modelo ideal seria sim o voto facultativo. "A gente começa a fazer uma transição (...) e em algum lugar do futuro não muito distante ele deve ser".

*Com informações do jornal Folha de S.Paulo