Celsinho Cotrim revela a universidade americana que só teve alegrias ao ser primeiro candidato a prefeito de Salvador declaradamente gay

Representante do PROS na corrida eleitoral postou em uma rede social: "É preciso ser muito macho pra assumir a sexualidade"

Por Redação
27/11/2020 às 21h23
  • Compartilhe
Foto: Arquivo pessoal
Foto: Arquivo pessoal

O representante do PROS na corrida eleitoral pela Prefeitura de Salvador, Celsinho Cotrim, comentou, nesta sexta-feira (27), uma entrevista concedida por ele à universidade americana Vanderbilt a respeito da presença de pessoas LGBTQIA+ assumidas no meio político.

Ele festejou o fato de ter sido o primeiro candidato a prefeito de Salvador com coragem de assumir publicamente que é gay e casado com o médico Paulo Ricardo Bacelar, que, inclusive, o acompanhou no momento da votação no último dia 15, no campus da UCSal.

Em uma rede social, ele postou: "Sextando super feliz com a finalização de entrevista para uma universidade americana que, dentre dez perguntas, a que mais me chamou a atenção foi se por conta da sexualidade, houve algum fator negativo na minha campanha pra prefeito. E eu respondi dizendo que ao contrário, só tive fatores positivos". 

Na mesma postagem, ele acrescentou: "E fui além, dizendo que é preciso ser muito MACHO pra assumir a sexualidade. E querem que eu diga mais uma coisa? A sociedade vai te tratar como você se apresentar a ela. Então, avante! Sejamos livres e felizes".

Ao Portal M!, Celsinho afirmou que, apesar dos atuais tempos sombrios, os espaços para a liberdade e a felicidade voltam a tomar fôlego.

"Parece que o mundo voltou a respirar ares de tolerância e respeito, quando, no berço da democracia, o conservadorismo de extrema direita foi rejeitado e elegeu [Joe] Biden para presidente dos Estados Unidos. E essa onda progressista vem tomando conta da América do Sul e já começou a influenciar, inclusive, o debate político de 2020 no Brasil", completou.